Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600
Mar.06.2021

AUTARQUIA REIVINDICA MAIS E MELHORES SERVIÇOS FERROVIÁRIOS

NEST DESENVOLVE TALK2ME PLATFORM E PÕE OBRAS DO WOOL A FALAR COM AS PESSOAS ATRAVÉS DE UM BOT
25-02-2021

NEST DESENVOLVE TALK2ME PLATFORM E PÕE OBRAS DO WOOL A FALAR COM AS PESSOAS ATRAVÉS DE UM BOT

Chama-se Talk2ME e é um messenger bot acionado através da leitura de um QR Code, disponível em cada uma das obras que compõem o roteiro do WOOL – Covilhã Arte Urbana. Ao conversar com o bot é possível descobrir mais sobre cada obra, nomeadamente o seu autor, a sua história, com que materiais foi feito, entre outros. A plataforma foi desenvolvida pela UZER em parceria com a Akt para o NEST - Centro de Inovação do Turismo, sediado na Covilhã, e tem previsto o seu desenvolvimento para que possa ser aplicado a qualquer produto, atração ou negócio turístico. Ao dialogarem com o bot, através do messenger, os visitantes podem descobrir informação relevante sobre a obra, tal como: de que artista é, como foi feito, qual a inspiração ou mesmo ver um vídeo do making of do mural. Esta parceria entre o WOOL e o NEST- Centro de Inovação do Turismo é sedimentada no ano em que o festival de arte urbana da Covilhã celebra os seus 10 anos, abrindo assim portas à adoção da tecnologia num ano que obrigou à necessária digitalização de muitos serviços e atrações turísticas. Antes de utilizar a Talk2Me, os visitantes das obras do WOOL teriam de pedir o acompanhamento de um guia ou de materiais de suporte físico para saberem mais sobre as obras espalhadas nas ruas da cidade. Agora, através da Talk2Me, qualquer visitante com um dispositivo móvel com acesso à internet poderá descobrir mais sobre cada uma das obras, conversando com o bot associado a cada uma delas. O WOOL | Covilhã Arte Urbana, surgiu em 2011 como o primeiro evento destas expressões em território nacional, tendo por missão homenagear o legado histórico (e presente) desta cidade, intimamente ligado à Indústria têxtil, através da criação de obras de arte em espaço público. Conta já com sete edições na cidade e com 43 iniciativas e projectos em diferentes localizações em território nacional e internacional que envolveram mais de 122 intervenções artísticas (murais e instalações), com 46 artistas portugueses e 23 artistas estrangeiros. “Um dos papéis fundamentais do NEST passa por facilitar a transição das pequenas e médias empresas do setor do turismo para a economia digital. O Talk2Me é uma ferramenta inovadora e muito fácil de implementar, que poderá dar voz a um conjunto alargado de produtos turísticos, sejam museus, alojamentos, iguarias, peças de artesanato, entre outros: todos eles passíveis degerar interesse e estabelecer conversas que aprofundem a sua origem e o seu propósito", explica Roberto Antunes, diretor do NEST - Centro de Inovação do Turismo. Se em 2011 o WOOL ambicionava 'ocupar' as ruas da cidade da Covilhã com Arte, tornando esta acessível a todos, democratizando-a e desta forma promovendo um despertar e interesse da comunidade para a Cultura e Arte Contemporânea, 10 anos volvidos, poderemos afirmar que a colaboração com o NEST para o desenvolvimento deste projecto Talk2Me e a sua aplicação à transmissão de todas as histórias, significados, especificidades e curiosidades de cada uma das obras que compõem o nosso roteiro, surge (certeiramente) como uma actualização dos objectivos iniciais.”, reforça Lara Seixo Rodrigues, co-fundadora do WOOL – Covilhã Arte Urbana. A aplicação desta tecnologia no WOOL foi o projeto-piloto para uma solução que o NEST quer ver aplicada em várias atrações, negócios e produtos turísticos. No futuro, o NEST, disponibilizará esta tecnologia para que qualquer negócio ou operador turístico possa associar objetos inanimados, como monumentos, ruas, produtos icónicos, roteiros famosos e tantos outros a um bot que interaja com turistas ou potenciais clientes. A plataforma utilizará o Messenger Bot do Facebook e Instagram e tecnologia QR Code para possibilitar conversas que se traduzem em uma nova forma de experimentar cultura, história e turismo de uma forma mais envolvente. Saiba mais informações sobre a plataforma Talk2me em www.talk2meplatform.com
COVILHÃ LIDERA CANDIDATURA REGIONAL DE 300 MIL EUROS
24-02-2021

COVILHÃ LIDERA CANDIDATURA REGIONAL DE 300 MIL EUROS

A CCDRC - Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro aprovou, neste mês de fevereiro, a concessão de uma comparticipação financeira, com origem no Fundo Europeu para o Desenvolvimento Regional (FEDER), de aproximadamente 300 mil euros ao projeto “Este Zêzere que nos Une”, programa cultural em rede candidatado pela Câmara Municipal da Covilhã.  Tendo em conta o património natural da Grande Rota do Zêzere (GRZ), o Município da Covilhã, entidade líder, vai agora trabalhar em parceria com os Municípios de Belmonte, Fundão e Manteigas na operacionalização do ambicioso projeto “Este Zêzere que nos Une”. Esta iniciativa tem como objetivos a valorização do Zêzere como património natural e identitário, contribuindo para a sua preservação, promover o trabalho artístico e cultural desenvolvido nos quatro Municípios envolvidos e potenciar o Território e os Municípios participantes como destinos turísticos sustentáveis.  O programa cultural em rede terá três programas de ação: “As Artes em Diálogo com o Zêzere”, que visa a realização de espetáculos de música, dança, teatro, artes performativas, entre outros, nos Municípios envolvidos; “O Zêzere, os Plásticos e as Artes Plásticas”, que pretende alertar para as questões ambientais e para a poluição, através de uma residência artística de um conceituado artista plástico que vai reutilizar lixo recolhido no Zêzere ou nas zonas envolventes dos quatro Municípios; e “O Zêzere em Fotografia”, que passará pela contratação de fotógrafos de referência, locais e nacionais, para participarem em projetos fotográficos sobre o rio Zêzere, que serão impressos em grandes formatos e colocados ao longo da GRZ, e para realizarem marterclasses, workshops e passeios abertos à comunidade.  A atual situação pandémica poderá provocar alterações, mas o período de execução previsto para esta iniciativa vai de janeiro de 2021 a junho de 2022, correspondendo a um programa de ação de 18 meses.  Vítor Pereira, Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, revelou o seu agrado pela “aprovação desta candidatura, que nos vai permitir concretizar um grande projeto regional de promoção e desenvolvimento do património natural e cultural. O Município da Covilhã lidera o projeto, mas será indispensável a colaboração de todos os Municípios parceiros para atingirmos os nossos objetivos, aproveitando assim esta grande oportunidade”. O autarca afirma que a “importância indiscutível” da iniciativa “Este Zêzere que nos Une” fica bem patente ao elencar os objetivos a alcançar: “criar condições para a recuperação económica e social, permitindo aos agentes culturais retomar a sua atividade; dinamizar o património natural e identitário ligado ao rio Zêzere; potenciar o território como destino turístico sustentável, a nível nacional e internacional; agregar uma estratégia cultural e turística intermunicipal, que garanta o acesso à cultura para todos os cidadãos, a criação de novos públicos e atrair cada vez mais visitantes”.   O rio Zêzere nasce na Serra da Estrela, a cerca de 1900 metros de altitude, junto ao Cântaro Magro e atravessa os concelhos de Manteigas, Belmonte, Covilhã e Fundão. Após 214 km de percurso, o Zêzere une-se em Constância ao rio Tejo.  Ao percorrer a GRZ, cujo percurso linear tem uma extensão total de 370 km, é possível observar a fauna e flora da região, em harmonia com o património edificado, o que faz com que esta região, tão rica em património natural e cultural, seja ideal para atrair turistas. É este património que o projeto “Este Zêzere que nos Une” pretende homenagear, preservar e promover a nível nacional e internacional.
CANDIDATURA DA COVILHÃ A CIDADE CRIATIVA DA UNESCO: PRESIDENTE DO CONSELHO ESTRATÉGICO JÁ FOI ELEITO
24-02-2021

CANDIDATURA DA COVILHÃ A CIDADE CRIATIVA DA UNESCO: PRESIDENTE DO CONSELHO ESTRATÉGICO JÁ FOI ELEITO

O Professor Rui Miguel foi eleito presidente do Conselho Estratégico da Candidatura da Covilhã a Cidade Criativa da UNESCO em Design. O processo de eleição incluiu todos os membros deste órgão e decorreu entre 12 e 14 de fevereiro, com apuramento dos resultados no dia 15 de fevereiro.  Rui Miguel é Professor Associado da Faculdade de Engenharia da UBI e Presidente do Departamento de Ciência e Tecnologia Têxteis. Membro do Senado, do Conselho de Faculdade e do Conselho Científico da Faculdade de Engenharia da UBI. Membro do Conselho Consultivo da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal. Doutorado e licenciado em Engenharia Têxtil pela UBI. Investigador da FibEnTech e do CIAUD da FAUL. É desde 2000 o principal responsável pela criação e desenvolvimento dos cursos de Design de Moda da UBI. Foi investigador no CSIC (Barcelona), na área de “engineering design” e desempenho de tecidos. Tem estado envolvido em vários projetos científicos e em parceria com empresas da indústria têxtil e vestuário, financiados pela FCT e Portugal 2020.  O Conselho Estratégico vai agora definir e colocar em prática o plano de ação da candidatura, alicerçado no design sustentável e inclusivo, no passado têxtil e no futuro criativo da Covilhã, no envolvimento da comunidade ou na potenciação cultural da região. O objetivo final deste projeto, iniciado pela Câmara Municipal, passa por concretizar a integração da Covilhã na Rede das Cidades Criativas da UNESCO.  
Câmara Reforça Benefícios do Cartão Social

Câmara Reforça Benefícios do Cartão Social

Ver mais

Descontos e Isenções no Regulamento de Estacionamento

Descontos e Isenções no Regulamento de Estacionamento

Ver mais

Espaços contra a corrente no Centro

Espaços contra a corrente no Centro

Ver mais

Portal Autárquico

Portal Autárquico

Ver mais

COVILHÃ

Avisos
Obras em curso
Obras em curso