Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600
Nov.29.2021
PT EN

EXPOSIÇÃO “GRANITO” NA GALEIRA ANTÓNIO LOPES

REALIDADE AUMENTADA EM EXIBIÇÃO NO MUSEU DA COVILHÃ
18-10-2021

REALIDADE AUMENTADA EM EXIBIÇÃO NO MUSEU DA COVILHÃ

A partir do dia 19 de outubro, às 17:00 horas, o Museu da Covilhã abre as portas à exposição trimestral “Entre Tempos”, da autoria do artista plástico e multimédia Nuno Aparício, mais conhecido por Miles. Trata-se de uma exibição de obras de realidade aumentada, pintadas em tela, que farão parte do espaço museológico até ao final de 2021. Com base na ligação que faz entre o mundo das artes e o mundo da tecnologia, Miles irá trabalhar in loco numa obra do pintor covilhanense Eduardo Malta, além de ser o próximo interlocutor do “MC2: Movimentos Culturais Coletivos”, conversas informais sobre arte e cultura realizadas na sala multiusos do Museu. Nuno Aparício é licenciado em Design Gráfico pela Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha e obteve o grau de mestre em Design Multimédia pela Universidade da Beira Interior. Atualmente encontra-se a desenvolver o doutoramento em Media Artes, também na UBI, onde aprofunda e investiga a «simbiose» que existe entre a arte e as novas tecnologias, sendo nesta área que Miles se distingue. O pintor decidiu unir as suas duas paixões: a arte e o design multimédia num só. A maioria das suas obras podem ser vistas de uma forma animada a partir do telemóvel, bastando para isso descarregar uma aplicação criada pelo próprio, a “MilesAR”. Aberto ao público desde o dia 3 de agosto, o Museu da Covilhã recebeu até ao momento cerca de 2.000 visitas quer por parte de residentes quer de turistas das mais variadas nacionalidades (brasileiros, franceses, espanhóis, alemães, ingleses, italianos e até nepaleses), estudantes universitários, para além de variadas solicitações para visitas guiadas por parte de escolas e centros sociais. Além da exposição permanente, este Museu inclusivo conta com a exibição temporária de cinco pinturas de grande relevo artístico da autoria de Maria Helena Vieira da Silva, Júlio Resende, Árpad Szenes, Malangatana e do covilhanense Eduardo Malta, que foram cedidas pelo Departamento de Cultura do Novo Banco.  
ADAPT’ARTE NO MUSEU DE ARTE SACRA
28-09-2021

ADAPT’ARTE NO MUSEU DE ARTE SACRA

A Câmara Municipal da Covilhã, no âmbito das comemorações do 10º aniversário do Museu de Arte Sacra, tem patente ao público, até ao dia 16 de novembro de 2021, a exposição mista “Adapt´Arte”. Trata-se de uma exposição de pintura e escultura dos artistas Carlos Mingote e Manuel Basílio, com peças originais em metal, grés, gesso e resina. Carlos Mingote nasceu na Covilhã em 1943. Após a aposentação, decidiu dedicar-se a uma velha paixão, desenhar e pintar. Frequentou formações adquirindo conhecimento nas técnicas de carvão, sanguínea, pastel seco, aguarela, óleo e grafite. Devido a constrangimentos que lhe têm vindo a roubar a visão, Carlos Mingote através de uma lição de vida e coragem não se deu por derrotado adaptando o tipo de arte ao que supostamente seria uma limitação. Dedicou-se assim à escultura, em grés, gesso, cera e resina. Participou em várias exposições individuais e coletivas e recebeu três prémios atribuídos pela revista francesa "Artistes Magazine". Manuel de Jesus Basílio Nunes, nasceu na Orca, Fundão em 1956. Iniciou-se profissionalmente no trabalho de restauro de arte. Foi depois capaz de canalizar os conhecimentos adquiridos no desempenho da sua profissão para a sua grande paixão, a Arte. Autodidata, atualmente segue várias correntes artísticas, sobretudo na pintura, executando óleo sobre madeira e técnica mista com recurso ao uso da folha de madeira.  A exposição “Adapt´Arte” estará patente ao público até ao dia 16 de novembro de 2021, podendo ser visitada de terça a domingo, entre as 10h00 e as 18h00, com entrada gratuita.  
Visita Virtual

Visita Virtual

Ver mais

Visita Virtual

Visita Virtual

Ver mais

Turismo de Portugal

Turismo de Portugal

Ver mais

Museu de Arte Sacra