Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600
Out.20.2018
Notícias
HOMENAGENS E CULTURA NAS COMEMORAÇÕES DO DIA DA CIDADE
17-10-2018

HOMENAGENS E CULTURA NAS COMEMORAÇÕES DO DIA DA CIDADE

A Covilhã comemora no próximo sábado, dia 20 de outubro, o 148º aniversário da elevação a cidade. A data é assinalada pela realização de duas sessões solenes no Salão Nobre dos Paços do Concelho. A primeira tem lugar às 11h00 e será a Sessão Solene da Assembleia Municipal. Pelas 15h00, chega a vez da Sessão Solene de Homenagem a Personalidades e Instituições. Nesta tradicional cerimónia a Câmara Municipal da Covilhã vai entregar a medalha de prata de mérito municipal a: Carina Franco, antiga diretora do agrupamento de escolas “A Lã e a Neve”; António Santos Pereira, docente universitário e atual diretor do Museu dos Lanifícios; ao antigo operário fabril Manuel Romano; ao empresário Carlos Geraldes; Arménio Baltasar, presidente do conselho de administração da Fundação Anita Pina Calado, no Teixoso; José Alfredo Costa, presidente do Centro de Convívio e Apoio à terceira idade do Tortosendo e, a título póstumo, será distinguido o médico Carlos Elias. Do programa oficial das comemorações destacam-se ainda um conjunto de exposições que vão recordar ou dar a conhecer memórias e história da cidade. A Biblioteca Municipal acolhe, de 15 de outubro a 15 de novembro, uma mostra intitulada “Memórias da Covilhã Cidade” composta por alguns dos mais importantes documentos da história local, existentes no Arquivo Municipal. Na quinta-feira, dia 18 de outubro às 17h30, é inaugurada a exposição “Covilhã! A minha, a nossa cidade”. Até 15 de novembro, a Galeria António Lopes na Casa dos Magistrados apresenta uma mostra coletiva de pintura da autoria de 10 artistas da Covilhã, representativa do melhor que se faz nesta área artística neste concelho. O antigo Museu de Arte e Cultura, junto à Praça do Município, reabre temporariamente para acolher a exposição fotográfica “Teatro Municipal”, inaugurada às 12h30 de 20 de outubro, Dia da Cidade. Trata-se da primeira oportunidade de conhecer o trabalho do conceituado fotógrafo Augusto Brázio, que registou para a posteridade pormenores da mais mítica sala de espetáculos da Covilhã, antes das obras que irão transformar o antigo Teatro Municipal no futuro Centro de Inovação Cultural. Outro dos destaques da programação comemorativa do Dia da Cidade vai para a Arruada Literária “Pela Covilhã”, evento organizado pelo Município em que literatura e história se unem para homenagear os locais e os momentos mais emblemáticos destes 148 anos que a Covilhã já leva como Cidade. A arruada, que terá lugar no dia 19 de outubro pelas 21h00, começa e acaba na Praça do Município, percorre o centro histórico ao ritmo dos excertos lidos por vários escritores locais. No final do percurso, pelas 22h00, a BFC Street Band promete animar o “Pelourinho”, com a sua divertida e ritmada música.   
COVILHÃ COMEMORA DIA DA CIDADE COM CICLO DE EXPOSIÇÕES
17-10-2018

COVILHÃ COMEMORA DIA DA CIDADE COM CICLO DE EXPOSIÇÕES

A Câmara Municipal da Covilhã leva a efeito, no âmbito das Comemorações dos 148 anos da Elevação da Covilhã a Cidade, um ciclo de exposições. A Galeria António Lopes, na Casa dos Magistrados, apresenta a mostra coletiva de pintura “Covilhã! A Minha Cidade, A Nossa Cidade”. A exposição conta com obras de vários artistas do concelho: Alberto Santos Alves, Élia Craveiro Gamboa, João Salcedas, Maria Alice Campos Peixeiro, Mário Costa, Rosalina Cruz, Rui Casegas Costa, Rui Frade, Sousa Amaral e, por último, Teresa Gaspar. Esta exibição será inaugurada dia 18 de outubro, pelas 17h30, e poderá ser apreciada até dia 15 de novembro. A Câmara Municipal da Covilhã dá também a conhecer a exposição “Memórias da Covilhã Cidade”. O Arquivo e a Biblioteca Municipal apresentam um acervo documental com o objetivo de aumentar o conhecimento da história local. Serão divulgados documentos existentes no fundo Local e Arquivístico do Município, dos quais se destaca a reprodução do Decreto Régio de D. Luís, de 20 de outubro de 1870, que elevou a Covilhã a Cidade, monografias, folhetos, fotografias, manuscritos, registos e recortes de imprensa relativos às Comemorações do 1º Centenário, no ano de 1970. A mostra documental vai estar patente na Biblioteca Municipal entre os dias 15 de outubro a 15 de novembro. Decorrerá ainda a inauguração de mais uma exposição, no dia 20 de outubro, intitulada “Teatro Municipal”, composta de fotos com pormenores da mais mítica sala de espetáculos do Concelho, da autoria do conceituado fotógrafo Augusto Brázio. Vive e trabalha em Lisboa e coopera regularmente com a imprensa nacional e internacional, colaborando com o Expresso, a Visão, a Máxima e a Elle. Participou em várias exposições e tem vários livros editados como “O Fado Operário no Alentejo”, “Os Olhos Azuis do Mar” e “Olha para mim”. Este trabalho fotográfico tem como objetivo preservar a memória do Teatro Municipal antes da intervenção que vai transformar o edifício no futuro Centro de Inovação Cultural. A exposição será inaugurada, pelas 12h30, no antigo Museu da Arte e Cultura. Completando este ciclo, nos dias 20 e 21 de outubro a Praça do Município acolhe uma exposição de viaturas dos Bombeiros Voluntários da Covilhã.  
A Covilhã na primeira Grande Guerra
09-10-2018

A Covilhã na primeira Grande Guerra

A Câmara Municipal da Covilhã associa-se às comemorações do Armistício da Grande Guerra, com a exposição documental “A Covilhã na primeira Grande Guerra”, na Biblioteca Municipal. A exposição que será inaugurada hoje (terça-feira) às 17h30, contará com a presença da Vereadora da Cultura, Regina Gouveia e dos parceiros envolvidos neste projeto, nomeadamente a Universidade da Beira Interior, Liga dos Combatentes da Covilhã e de Lisboa, Escola Quinta das Palmeiras entre outros. A mostra documental organizada pela Biblioteca e pelo Arquivo Municipal reúne uma série de registos escritos e fotográficos alusivos à época, muitos deles apresentados publicamente pela primeira vez, bem como outras peças de grande interesse histórico de coleções particulares cedidas, a título de empréstimo, por familiares de soldados covilhanenses. Esta temática será acompanhada por relatos locais e comentada por António Rodrigues Assunção e José Pinheiro Fonseca, autores do livro “A Covilhã na I Grande Guerra”. Para finalizar o ciclo temático será ainda apresentado no dia 13 de outubro, pelas 16h30, na Biblioteca Municipal, o livro “Os dias da Pedra Verde – memória de um combatente” de José de Jesus Nunes Simões. O circuito desta exposição, patente ao público até ao mês de novembro, poderá ser complementado com uma visita à exposição audiovisual sobre o mesmo tema, a decorrer no salão multiusos da Escola Quinta das Palmeiras, na Covilhã.