Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600
Abr.10.2021
17-03-2021

2º FÓRUM DO ASSOCIATIVISMO FOI UM SUCESSO

O 2º Fórum Associativismo, no passado sábado, dia 13 de março, a partir do Salão Nobre dos Paços do Concelho

A Câmara Municipal da Covilhã organizou o 2º Fórum Associativismo, no passado sábado, dia 13 de março, a partir do Salão Nobre dos Paços do Concelho. Devido aos constrangimentos provocados pela atual situação pandémica, o evento realizou-se em formato online, com transmissão direta em streaming nas páginas de Facebook e Youtube do Município da Covilhã.
O Fórum teve como principais objetivos promover a reflexão e o debate sobre a implementação do Regulamento de Apoio ao Associativismo e apresentar a Plataforma do Associativismo. As intervenções dos dirigentes associativos que participaram neste 2º Fórum pautaram-se pela apresentação de problemas, ideias e soluções para as coletividades, sendo praticamente unânimes os elogios a esta iniciativa, ao Regulamento de Apoio e à atuação do Município na área do associativismo.
O Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Vítor Pereira, abriu os trabalhos, agradecendo a todos os homens e mulheres que representam o movimento associativo, “importante pilar da vida do Concelho da Covilhã, agregador de vontades e dinamizador de múltiplas atividades culturais, recreativas e desportivas”.
Devido à situação pandémica, a atividade das coletividades foi drasticamente reduzida, o que levou o autarca a garantir que “as associações contarão integralmente com a verba que lhes foi concedida nas candidaturas para o ano de 2021, na linha de apoio à atividade regular”, apesar de não lhes ser possível cumprir os planos de atividade.
Vítor Pereira afirmou ainda que a nova Plataforma do Associativismo será “uma ferramenta de extrema importância” no reforço do “triângulo de ligação e apoio” entre as Associações, o Município e os Munícipes. “É mais um passo que damos em conjunto. Porque foi sempre em profunda ligação que trilhámos o presente, na construção de um melhor futuro”, concluiu o autarca.
Após intervenções online do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo e do Presidente da Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto, Augusto Flor, que saudaram a realização desta iniciativa, coube a Francisco Mota, do Gabinete de Apoio ao Associativismo, apresentar a análise e o balanço da implementação do Regulamento de Apoio ao Associativismo. Nestes três anos (2019, 2020 e 2021) foram apresentadas 260 candidaturas à linha de apoio “Atividade Regular”, 137 candidaturas à linda de apoio “Investimento e aquisição de equipamentos” e 61 candidaturas à linha de apoio à “Atividade Pontual de caráter supraconcelhia”. Destaque para a elevada taxa de execução das candidaturas, acima dos 90% em 2019 (nas três linhas de apoio: Atividade Regular, Investimento e Aquisição de Equipamentos e Atividade Pontual Supraconcelhia) e até início de março, as candidaturas relativas a 2020 já superavam os 70% de execução. No âmbito da implementação do Regulamento de Apoio ao Associativismo, as verbas a atribuir às associações totalizaram um montante de 925.000 Euros.
Seguiu-se a apresentação da Plataforma do Associativismo, portal eletrónico direcionado especificamente para o movimento associativo, que se traduzirá numa ferramenta muito relevante para a divulgação de atividades e partilha de informação, ligando Associações, Câmara Municipal e Munícipes. A Plataforma estará online e disponível para os Munícipes no dia 31 de maio (Dia Nacional das Coletividades).
Para José Miguel Oliveira, Vereador com o pelouro do Associativismo, “a Plataforma será uma ferramenta que vai marcar um novo paradigma no nosso movimento associativo”. Concluindo os trabalhos deste 2º Fórum Associativo da Covilhã, o Vereador agradeceu a participação dos dirigentes e reafirmou a disponibilidade da Autarquia para trabalharem “todos em conjunto por um objetivo comum: o Associativismo da Covilhã”.