Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600
Out.26.2021
06-09-2021

“CAPTAR O SENTIR ALHEIO” NA TINTURARIA

A Câmara Municipal da Covilhã tem patente, na Tinturaria, a exposição coletiva “Captar o Sentir Alheio”.
Trata-se de uma exposição de peças originais em escultura e instalação dos artistas covilhanenses Sousa Amaral e José Manuel Pereira.
José Manuel Pereira nasceu em Colónia, Alemanha, em 1965. Estudou Design de Interiores e Equipamento Geral, (Bacharelato IADE, 1987), Design de Produção Visual, (licenciatura, IADE, 2008) e Design e Cultura Visual, (Mestrado, IADE, 2010). No seu percurso profissional e artístico, foi professor de Educação Visual nas escolas E/B 2/3 de Belmonte e Tortosendo, professor de Artes na Escola Secundária Campos Melo, Gerente e Designer da empresa Pendular- Design de Interiores. É autodidata em projetos de escultura desde 2005, tendo realizado e participado em diversas exposições individuais e coletivas. Executou a admirável “Via Sacra”, para a Igreja da Santíssima Trindade (Covilhã). É detentor de alguns prémios, sendo os mais recentes o 1º e 3º prémio no “Concurso de Esculturas, Covilhã Cidade do Pi” e distinção pelo Clube do Professor da Covilhã, na categoria de “Criação e Produção Artística”.
António Sousa Amaral nasceu na Vila do Carvalho, a 27 de março de 1962. Fez o Curso de Artes Visuais na Escola Industrial e Comercial Campos Melo, tendo sido assistente de Rodolfo Passaporte. Foi aluno da Escola de Artes Decorativas António Arroio. Cursou Design de Interiores e Equipamento no IADE e é licenciado em Design. É professor de Design, Comunicação e Audiovisuais. É sócio da Sociedade Nacional das Belas Artes e membro fundador e colaborador da revista “SUBVERSÕES”. Em 1982, em frente ao Ministério da Cultura e ao Palácio São Bento, em Lisboa, realiza, em conjunto com o pintor Luís Geraldes, a exposição “Pintura Protesto”. Já participou em várias exposições individuais e coletivas, um pouco por todo o país.
“Captar o Sentir Alheio” estará patente na Tinturaria – Galeria de Exposições, no Rossio do Rato, até ao dia 25 de setembro, podendo ser visitada de terça a domingo, entre as 10h00 e as 18h00, com entrada gratuita.