Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600
Out.21.2019
04-06-2019

MUNICÍPIO E UBI APRESENTAM MODA SUSTENTÁVEL NA TINTURARIA

A Câmara Municipal da Covilhã (CMC) associou-se à licenciatura em Design de Moda da UBI - Departamento de Ciência e Tecnologia Têxteis (DCTT) numa iniciativa que contribui para a sustentabilidade e para alertar sobre os perigos das alterações climáticas. Estes perigos e desafios resultam - não só, mas também - da atividade da Indústria Têxtil e de Vestuário mundial, como consumidor de matérias-primas, energia e mais recentemente com a diminuição do ciclo de vida dos produtos que acabam em aterros. Os alunos aceitaram o desafio na Unidade Curricular de Design de Moda Sustentável para encontrar soluções aplicáveis aos vários problemas da atualidade decorrentes deste sector a nível mundial -“TRABALHAR PARA ALTERAR O CAMINHO” e “TECER O FUTURO”. 
O projeto começou nas instalações da UBI com a análise de dados da atualidade, definições, conceitos e dos 17 objectivos para o desenvolvimento da sustentabilidade no mundo definidos pela Organização das Nações Unidas.  
Na segunda fase os alunos foram visitar algumas empresas da região, conhecendo alguns dos processos de transformação e produção de materiais têxteis reciclados.
A vereadora da Cultura, Regina Gouveia abriu ainda as portas da CMC para receber os alunos e explicar como seria motivadora esta iniciativa de ligar a Cidade à Universidade e à sociedade. Numa versão experimental, esta iniciativa só atingirá os objetivos se todos estiverem envolvidos. Sustentabilidade é não só ambiental como sociocultural e económica. Temos todos que contribuir na área que conhecemos, como refere a Diretora de curso, Madalena Pereira. 
Importa fazer face ao elevado valor mundial de desperdícios têxteis e de vestuário em fim de vida que não é usado nem reutilizado e termina precocemente em aterros. 
Segundo a Agência Portuguesa do Ambiente cerca de 5% dos resíduos sólidos urbanos são de peças de vestuário que acabam em aterros ou são incinerados. Assim, os alunos irão apresentar durante toda a tarde De quinta-feira, dia 6 de Junho, na Tinturaria – Galeria de Exposições, a partir das 14h30, soluções para o problema baseadas em técnicas e processos de Reconstrução, Upcycling e Zero-waste, com objetivo de dar uma segunda vida a peças de vestuário recolhidas e não usadas, criando valor acrescentado com Design de Moda de forma a contribuir para uma economia circular. Adquirir peças usadas e reconstruídas com valor acrescentado é uma questão de mentalidade. Pretende-se ainda, em conjunto com a CMC, sensibilizar a sociedade para a utilização destas práticas no seu dia-a-dia, e informar o quanto podem contribuir para atingir os 17 objetivos estabelecidos pelas Nações Unidades, na sua agenda para 2030. No final da ação serão premiados os melhores projetos como forma de incentivar e promover o trabalho dos alunos. 
A par desta iniciativa, a CMC pretende divulgar as empresas, marcas e iniciativas da região associadas à sustentabilidade nas plataformas digitais. Um exemplo é a marca NAZ, instalada no PARKUBIS, da Designer de Moda Cristiana Costa que atualmente também colabora como corpo docente do DCTT / UBI.