Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600
Dez.11.2018
Notícias
MAIS DE 20 ARTISTAS EXPÕEM NO MUSEU DE ARTE SACRA
10-12-2018

MAIS DE 20 ARTISTAS EXPÕEM NO MUSEU DE ARTE SACRA

Nesta época natalícia, a Câmara Municipal da Covilhã promove as exposições "Anjos Caídos" e “Lux Natalis”, no Museu de Arte Sacra.  “Anjos Caídos” é uma exposição coletiva de pintura, escultura, fotografia, azulejo, barro, vime, instalações e outros, que reúne 20 artistas como, Alberto Alves; Alice Baptista; Carlos Pinto; Kuul; Fátima Pereira Nina; Fernando Nelas Pereira; Francisco Cruz; Helena Mendes; João Carvalho; João Oliveira; Jorge Marquez; Jorge Teixeira; Laura Cruz; Luís Agostinho; Mia Costa; Maria Guia Pimpão; Maria do Carmo Cunha; Paulo Reis; Rosa Maria Estrela e Rui Frade. No dia 8 de dezembro, será ainda inaugurada, no adro principal deste espaço museológico, a instalação artística “Lux Natalis” que incorpora fios de lã e três grandes velas idealizadas e concebidas, com materiais reciclados, pelo Cento Social e Cultural de Santo Aleixo (Unhais da Serra), Centro de Nossa Senhora das Dores (Paul) e pela Santa Casa da Misericórdia da Covilhã. Um conjunto artístico cuja originalidade reside na reutilização de materiais recicláveis em decorações de Natal como forma de sensibilizar a população para a preservação do planeta. A Cerimónia de inauguração destas duas exposições terá lugar no dia 8 de dezembro pelas 16h30, na galeia de exposições temporárias do Museu de Arte Sacra e contará com um momento musical a cargo do Coro do projeto “Plante 1 Músico”, constituído por crianças da Escolinha do Zéthoven e da Escola Básica do Tortosendo. As exposições estarão patentes até ao dia 10 de janeiro de 2019 e poderão ser visitadas de terça a domingo, entre as 10h00 e as 18h00, com entrada gratuita.
MEGA BOLO “NEVÃO” MARCOU ARRANQUE DO “NATAL COM ARTE” NA COVILHÃ
05-12-2018

MEGA BOLO “NEVÃO” MARCOU ARRANQUE DO “NATAL COM ARTE” NA COVILHÃ

No passado sábado, dia 1 de dezembro, começou o "Natal com Arte", uma marca que designa o vasto conjunto de atividades, promovidas pelo Município da Covilhã, que vão animar a época de Natal na Covilhã, até 6 de janeiro. Numa tarde repleta de magia e espírito natalício, o mega bolo “Nevão da Covilhã” com recheio de cherovia fez as delícias das largas centenas de pessoas que se juntaram a esta festa da família covilhanense. O "nevão" e a cherovia são dois dos melhores exemplos da identidade gastronómica local e o bolo, com cerca de 60 metro de comprimento, foi confecionado pela JOPAMA e pelas pastelarias Covidoce, Pérola Doce e Ramalha. Foi ainda servido chá quente, pela Nata Lisboa.  O arranque do "Natal com Arte" ocorreu ao som de músicas de natal interpretadas pela cantora Maria Geraldes, acompanhada ao piano por João Paulo Cunha, seguido de um belo momento de dança pela companhia Kayzer Ballet. A grande tarde que se viveu no centro da Covilhã ficou ainda marcada pela chegada do Pai Natal e pela inauguração da iluminação de Natal. O momento foi ainda mais mágico devido à "neve" que subitamente caiu no Pelourinho e completou um verdadeiro cenário natalício. O Mercadinho de Natal foi inaugurado, bem como a Aldeia Encantada das Crianças e a Casinha do Pai Natal, decorada pela Academia Sénior. O “Reino do Natal” abriu portas, um espaço no antigo edifício da PT com exposições de Presépios e Pintura de diversos artistas do concelho, que será também palco, todos os sábados às 21h00 até ao Natal, de histórias contadas e cantadas. A Secretária de Estado da Cultura, Ângela Ferreira, esteve presente neste grande evento a convite do Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Vítor Pereira, que, acompanhado pelo restante executivo camarário, inaugurou oficialmente as celebrações de Natal deste ano. O "Natal com Arte" da Covilhã já começou!
ANTÓNIO CARMO, O GRANDE MESTRE DA COR, EXPÕE NA TINTURARIA
05-12-2018

ANTÓNIO CARMO, O GRANDE MESTRE DA COR, EXPÕE NA TINTURARIA

A Galeria Tinturaria acolhe a exposição “Memórias”, de António Carmo.  Trata-se de uma exposição de pintura e desenho do artista plástico, de reconhecido mérito nacional e internacional, cuja diversidade e qualidade artística não deixam dúvidas à crítica especializada que sobejamente o elogia e o apelida de “grande mestre da cor”. António Carmo, que celebra cinquenta anos de carreira, afirma numa das suas entrevistas: “agarro em temas do nosso dia-a-dia e tento exportá-los para o mundo. As características principais das minhas obras são a utilização de cores fortes e brilhantes e uma figuração tendente para o exagero das formas. Uma pintura lírica, poética, com um colorido muito português!” O pintor nasceu em 1949, em Lisboa, onde estudou na Escola de Artes Decorativas António Arroio, tendo já divulgado a sua obra em diversos países, como Espanha, Bulgária, Alemanha, Holanda, Reino Unido, Venezuela, Luxemburgo, Guiné, Cabo Verde, Suíça e Suécia, EUA, Japão, Austrália, Brasil, Checoslováquia, Bélgica entre outros. A sua obra está representada em inúmeros museus e coleções em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente em museus de Itália, Cuba, Bulgária, Angola e Polónia. A cerimónia de inauguração terá lugar pelas 18h00 do dia 11 de dezembro, ficando a exposição patente ao público até ao dia 8 de março de 2019, com visitas de terça a domingo, das 10h00 às 18h00.