Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600
Jul.17.2018
Notícias
MUNICÍPIO DA COVILHÃ LANÇA CONCURSO PARA NOVO CENTRO DE INCUBAÇÃO E EMPREENDEDORISMO
09-07-2018

MUNICÍPIO DA COVILHÃ LANÇA CONCURSO PARA NOVO CENTRO DE INCUBAÇÃO E EMPREENDEDORISMO

Foi hoje aprovado em Reunião de Câmara o lançamento do concurso para o novo Centro de Incubação e Apoio ao Empreendedorismo. Esta nova unidade na Cidade da Covilhã resulta da transformação do edifício da antiga PSP, na Rua António Augusto de Aguiar, permitindo criar vários espaços para a promoção e sustentabilidade de micro e pequenas empresas. Este edifício permite igualmente acolher jovens empreendedores para que desenvolvam os seus projetos criativos. Para o Presidente da Câmara Municipal, Vítor Pereira, este projeto “é uma oportunidade única” e aponta para a “importância da localização deste Centro junto à UBI – Universidade da Beira Interior, tendo em conta que o Parkurbis se encontra afastado da cidade”. O autarca afirma que, com este projeto, “juntamos o útil ao agradável: passamos a ter uma infraestrutura desta natureza, ao mesmo tempo que reabilitamos e valorizamos o nosso património histórico”.  O Centro de Incubação e Apoio ao Empreendedorismo representa um investimento de 800 mil euros e conta com 6 gabinetes para empresas, 16 lugares de coworking, 2 espaços para oficinas (Makers), auditórios e sala de reuniões. O futuro espaço irá continuar com o traço arquitetónico original, podendo haver algumas alterações na sua área interior. Na mesma reunião, o Presidente da Câmara deu conhecimento aos Vereadores da abertura de Concurso Público para a Empreitada de Obras de Implantação da Ciclovia da Rede Ciclável, que representa um investimento de 1 milhão de euros e estará operacional até ao fim de 2020. A Covilhã será a 1ª cidade de montanha da Europa a utilizar este sistema de mobilidade elétrica.  
ALTICE DISPONÍVEL PARA CRIAR LABORATÓRIO DE INVESTIGAÇÃO NA COVILHÃ
22-06-2018

ALTICE DISPONÍVEL PARA CRIAR LABORATÓRIO DE INVESTIGAÇÃO NA COVILHÃ

Decorreu na passada sexta-feira, dia 22 de junho, na Covilhã, uma reunião de trabalho entre a administração da Altice, o Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Vítor Pereira, uma representante da CCDR-Centro, o Reitor da Universidade da Beira Interior, António Fidalgo, o Presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar da Cova da Beira, João Casteleiro e o Presidente do Conselho de Administração do Parkurbis, Jorge Patrão. Em cima da mesa estiveram projetos e estratégias na área das telecomunicações, destacando-se a possibilidade de se instalar na Covilhã um polo da Altice Labs, empresa dedicada à investigação, desenvolvimento e inovação em sistemas e tecnologias de informação.  Poderão ainda estar na calha possíveis novos investimentos a realizar pela multinacional em áreas diversificadas do concelho da Covilhã. Vítor Pereira congratulou-se com “a forte possibilidade, nascida nesta reunião, de podermos vir a contar no nosso concelho com um polo do laboratório de investigação da Altice. Temos as condições propícias para investigar, inventar e produzir novas tecnologias para o mundo. É algo que está ao nosso alcance. Temos uma universidade com prestígio e massa crítica capaz e diferenciadora, consentânea com as necessidades de um polo desta natureza”. O autarca afirmou ainda que “a reunião serviu para consolidar os laços já existentes entre a autarquia e a Altice. Aproveitámos para limar arestas e agilizar novas parcerias ou novos investimentos a concretizar em breve no nosso Concelho”. Alexandre Fonseca, presidente executivo da Altice Portugal, revelou que “foram discutidas novas áreas de atuação e a possibilidade de expandir os nossos laboratórios colaborativos da Altice Labs para a Covilhã”. “Fechámos um acordo com a SAP, um dos maiores fabricantes mundiais de software, que vai alojar dados no Data Center da Covilhã, já certificado como um dos primeiros, senão o primeiro a nível europeu, com capacidade para alojar estas soluções. Continuamos a trazer cada vez mais clientes nacionais e também já há clientes internacionais que estão aqui alojados”, concluiu Alexandre Fonseca.   
CENTRO DE CONTACTO RANDSTAD/ALTICE INAUGURADO NA COVILHÃ
02-05-2018

CENTRO DE CONTACTO RANDSTAD/ALTICE INAUGURADO NA COVILHÃ

No dia 24 de abril, às 11h00, no Parkurbis da Covilhã, será inaugurado o Centro de Contacto Randstad/Altice, um equipamento novo e moderno, com open space, salas de formação, reunião e de convívio para os colaboradores. Este Centro tem capacidade para 200 postos de trabalho mas está já a laborar com 90 trabalhadores. A inauguração enquadra-se no programa oficial das comemorações do 44º aniversário do 25 de Abril e contará com a presença do Secretário de Estado Adjunto e do Comércio, Paulo Alexandre Ferreira, do Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Vítor Pereira, do Presidente do Conselho de Administração do Parkurbis, Jorge Patrão, do Presidente Executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca e do Presidente Executivo da Randstad, José Miguel Leonardo. O Presidente do Município da Covilhã diz-se satisfeito com esta inauguração que “responde às ambições dos nossos munícipes que é trabalharem onde vivem”, salientando que “o Concelho da Covilhã tem sido inovador na captação de empresas e estruturas como estas, que sabemos serem geradoras de emprego, conhecimento e inovação. A Altice tem sido uma forte aliada do território do interior do país, são também investimentos destes, além da expansão da fibra e da rede móvel, que dão resposta direta às dificuldades vividas e proporcionam salários aos agregados familiares.” Vítor Pereira destaca ainda o investimento da Altice no concelho, já que “esta é uma das maiores preocupações do nosso município: garantir oportunidades de trabalho para quem aqui vive e dinamizar a economia regional. Só através da criação de valor e de emprego poderemos aqui fixar os jovens e as suas famílias. Temos consciência que esta é uma aposta de sucesso, já que este contact center se junta ao maior data center da Europa e, no futuro, provavelmente, a projetos tecnológicos e de inovação ambiciosos no âmbito dos laboratórios Altice. Tudo faremos para que assim aconteça”.
MUNICÍPIO DA COVILHÃ REDUZ PASSIVO EM 12,8 MILHÕES
09-04-2018

MUNICÍPIO DA COVILHÃ REDUZ PASSIVO EM 12,8 MILHÕES

O Município da Covilhã apresentou as contas de Gerência de 2017 com um grau de execução de 78%. Trata-se de uma das maiores taxas de execução registada pela autarquia neste século.  Para o Presidente da Câmara da Covilhã, Vítor Pereira, «esta é a resposta a todos os que apregoaram que o orçamento para 2017 estava empolado. Acresce ainda que a presente taxa só não apresenta um valor mais elevado devido aos atrasos na execução dos fundos comunitários do Portugal 2020». Quanto ao passivo, o executivo garantiu uma redução superior a 12,8 milhões de euros em 2017, ficando atualmente cifrado em 92,5 milhões. Acompanhando a evolução dos números, em 2016 o passivo exigível era de cerca de 55,5 milhões de euros, registando no final de 2017 um valor de 45,8 milhões, ou seja, trata-se de uma redução do passivo exigível de 9,6 milhões. Importa relembrar que o ano de 2015 foi fortemente influenciado pelo peso dos valores referentes à resolução de vários casos judiciais que se encontravam pendentes há vários anos, nomeadamente: Parque C, Parque de S. Miguel, processos da Associação de Municípios e outros, totalizando 14,3 milhões. Após a revelação deste exercício financeiro, o autarca sublinhou tratar-se do «resultado de uma política responsável que tem sido trilhada por este executivo, tendo em vista devolver o município à sustentabilidade financeira». Vítor Pereira afirma ainda que «não nos desviaremos do rumo que definimos e continuaremos a procurar a recuperação financeira do Município da Covilhã. Continuaremos a responder às necessidades mais prementes dos nossos concidadãos e a apostar num futuro de desenvolvimento».  
COVILHÃ É A NOVA POTÊNCIA TURÍSTICA DO INTERIOR
09-01-2018

COVILHÃ É A NOVA POTÊNCIA TURÍSTICA DO INTERIOR

A Covilhã reforça liderança na captação de turistas no Interior. Novos dados, recentemente divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), revelam que em 2016 o concelho da Covilhã registou 154 520 hóspedes e 264 280 dormidas, representando um aumento de 20% e 23% respetivamente, face aos valores conhecidos em 2015. Este desempenho coloca a “cidade-neve” numa posição destacada face a cidades como Castelo Branco, Guarda e Fundão, que em conjunto registaram 154 133 hóspedes e 231 231 dormidas. Verifica-se que a Covilhã suplanta os valores agregados destas cidades vizinhas da Beira Interior. A performance positiva deste concelho está bem patente nestes dois factos: apresenta o dobro do número de dormidas registadas pela CIM da Beira Baixa (130 997) e é, a seguir a Évora, o município não localizado no litoral do País que mais turistas atrai. O principal mercado emissor de turistas é o interno, 134 623 hóspedes (+19,8%), valor que posiciona a Covilhã em 14º lugar do Ranking Nacional (em 308 municípios), no que diz respeito à captação de turistas residentes em Portugal, à frente de municípios como Cascais, Figueira da Foz, Vila Real de Santo António, Sintra e Setúbal. Os mercados externos proporcionaram 19 897 hóspedes (+26%), com Espanha a liderar a procura, seguindo-se o continente americano com um assinalável aumento de 40,5%. Os proveitos totais dos estabelecimentos hoteleiros, ou seja, os proveitos tendo em consideração as dormidas, refeições e outros serviços prestados por estas unidades, ascenderam a 13 473 milhões de euros (+34%). Estamos perante uma evolução marcadamente positiva, que coloca a Covilhã destacadamente no topo da tabela dos restantes municípios da CIM das Beiras e Serra da Estrela. Para Vítor Pereira, Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, “este desempenho é a afirmação da capacidade de atração das unidades hoteleiras do concelho e da consolidação da marca Covilhã como referência incontornável no turismo nacional e internacional. São indiscutivelmente boas notícias e demonstram que estamos no bom caminho”. O autarca chama a atenção para o facto de o concelho ter “um potencial incomensurável, com muito para explorar e dinamizar”, mostrando-se, por isso, optimista quanto ao crescimento futuro do setor turístico na Covilhã.