Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600
Out.22.2019
Notícias
PROJETO INTERMUNICIPAL UNE COVILHÃ E FUNDÃO POR CICLOVIA
14-10-2019

PROJETO INTERMUNICIPAL UNE COVILHÃ E FUNDÃO POR CICLOVIA

A Covilhã e o Fundão vão estar ligados através de uma ciclovia. Este projeto intermunicipal vai contar com um investimento total de 980.693,58 euros (troço do Fundão 600.193,58, troço da Covilhã 380.500,00), co-financiado pelo Fundo Ambiental no valor de 490.346,79 euros€, permitindo desta forma reforçar a estratégia de desenvolvimento da mobilidade sustentável na região. Os dois municípios apresentam-se como verdadeiros agentes da política de transportes locais, com capacidade de promover a adoção de modos suaves através da criação de infraestruturas de transportes que potenciam a sua utilização pelos munícipes.  A futura ciclovia vai ter uma extensão total aproximada de 13 km, será desenvolvida ao longo da estrutura viária existente, a Estrada Nacional 18, que liga as cidades do Fundão e da Covilhã e através da qual é efetuado o acesso a dois importantes polos industriais, assumindo esta via um perfil marcadamente urbano. O troço da Ciclovia no concelho do Fundão inicia-se na proximidade da zona comercial, na entrada da cidade, interligando com os percursos cicláveis já existentes ou em fase de planeamento, e terminará no Souto Alto, onde interligará com o troço da Covilhã. Será implantada uma ciclovia em cada sentido do tráfego, com uma largura constante de 1,20 metros e partilhada com os peões, e substituirá os atuais passeios existentes ou implantada junto à berma da via.  O troço da Ciclovia no concelho da Covilhã inicia-se no cruzamento do Hospital, interligando com os percursos cicláveis da cidade, presentemente em execução, e terminará no Souto Alto onde interligará com o troço do Fundão. Será implantada na berma direita da Variante da EN18 à Covilhã, na berma do lado direito no sentido Covilhã/Fundão, com uma largura de 2,20m, separada da faixa de rodagem onde circulam os veículos. Vitor Pereira, Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, congratula-se com esta “conjugação de esforços que estreitam ainda mais os laços entre as duas cidades e os dois concelhos, que já têm muitas afinidades e se complementam”. Para o autarca, “esta relação saudável contrasta com a situação que existia em tempos idos, com um certo virar de costas entre os dois concelhos. São estes os projectos decisivos para a união e cooperação crescente entre a Covilhã e os municípios vizinhos, que se situam numa das zonas mais importantes do interior de Portugal: a Cova da Beira”.
CENTRO DE INCUBAÇÃO E EMPREENDEDORISMO ABRE PORTAS EM 2020
09-10-2019

CENTRO DE INCUBAÇÃO E EMPREENDEDORISMO ABRE PORTAS EM 2020

As obras do novo Centro de Incubação e Apoio ao Empreendedorismo da Covilhã decorrem a bom ritmo, estando prevista a sua conclusão no verão de 2020. Esta intervenção permite a transformação do edifício da antiga PSP, na Rua António Augusto de Aguiar, mantendo o traço arquitetónico original mas criando vários espaços para a promoção e sustentabilidade de micro e pequenas empresas. Este edifício permitirá igualmente acolher jovens empreendedores para que desenvolvam os seus projetos criativos. A empreitada de reabilitação e restauro do edifício foi adjudicada à empresa NOW XXI – Engenharia e Construções, Lda., pelo valor de 776. 715, 21€ + IVA, com um prazo de execução de 300 dias. Trata-se de uma obra prevista no PEDU da Covilhã (Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano) que irá contar com 6 gabinetes para empresas, 16 lugares de coworking, 2 espaços para oficinas (Makers), auditórios e sala de reuniões. Para o Presidente da Câmara Municipal, Vítor Pereira, este projeto “é uma oportunidade única, tendo em conta a localização estratégica deste Centro junto à UBI – Universidade da Beira Interior”. O autarca afirma que, com este projeto, “a Covilhã passa a ter uma infraestrutura moderna e multifuncional, ao mesmo tempo que reabilitamos e valorizamos o património histórico no centro da cidade”. Vítor Pereira está seguro de que “são estas as concretizações que nos permitem ter esperança e confiança no futuro que estamos a tecer”.  
INVESTIMENTO INTERNACIONAL RECUPERA PATRIMÓNIO INDUSTRIAL DA COVILHà      
28-05-2019

INVESTIMENTO INTERNACIONAL RECUPERA PATRIMÓNIO INDUSTRIAL DA COVILHà      

A antiga Fábrica Francisco Mendes Alçada vai dar lugar a uma residência para estudantes. O projeto, liderado pela empresa internacional MAIAR, já foi entregue na Câmara Municipal da Covilhã e deverá estar concluído em setembro de 2020. A empresa pretende implementar uma rede de residências nos principais centros urbanos de Portugal, sendo a Covilhã a cidade escolhida para iniciar o projeto. Pedro Antunes, um dos sócios gerentes da empresa, destacou as características únicas da Covilhã que fazem dela uma cidade com excelentes oportunidades de negócio, devido à sua capacidade de atrair alunos nacionais e internacionais. Salientou ainda que este investimento tem como objetivo “criar um novo modelo de residências, com elevada qualidade, que pretende integrar e envolver os alunos na vida da cidade”. Para o Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Vítor Pereira, “este é um projeto diferenciador do ponto de vista da reabilitação urbana e um verdadeiro exemplo de recuperação do património industrial”. Para o autarca, “este investimento prova que a Covilhã está na moda e no radar dos investidores”. A residência terá valências como cozinha, espaços comuns, ginásio, zona de estudo, sala de convívio, sala de trabalhos de grupo, lavandaria, limpeza periódica de quartos, quartos individuais, receção, wi-fi, representando um investimento aproximado de 10 milhões de euros.