Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600
Nov.21.2019
Notícias
“COVILHÃ VAI SER REFERÊNCIA CULTURAL”
19-11-2019

“COVILHÃ VAI SER REFERÊNCIA CULTURAL”

A Câmara Municipal da Covilhã promoveu, no dia 17 de novembro, Dia Mundial da Criatividade, um Concerto muito especial do Coro Misto da Beira Interior, uma vez que se tratou da primeira atuação do Coro na cidade após a conquista de 4 Medalhas de Ouro e Prémios de Melhor Compositor e Melhor Interpretação na Adriatic Pearl Competition, que decorreu de 30 de outubro a 3 de novembro, em Dubrovnik, na Croácia. O concerto esgotou a lotação do Salão Nobre dos Paços do Concelho e foi uma excelente forma de homenagear os elementos do Coro Misto e o seu Maestro, Luís Cipriano, após tão importantes distinções internacionais.  O anfitrião deste evento cultural foi o Presidente do Município, Vítor Pereira, que agradeceu em nome dos covilhanenses “o feito alcançado pelo Coro Misto na Croácia ao vencer em todas as categorias em que competiu, representando a Covilhã, a região e Portugal ao mais alto nível”. Para o autarca, “é da mais elementar justiça a homenagem da Câmara Municipal ao Coro Misto da Beira Interior, coro amador, aberto à população em geral e sem limite de idades, que desde 1989 promove a Cultura e em cada atuação, em Portugal ou no estrangeiro, eleva o nome do nosso Concelho e enche de orgulho os covilhanenses. Apoiamos e continuaremos a apoiar o Coro Misto da Beira Interior, reconhecendo o trabalho, o empenho, a dedicação e o talento dos elementos que pertencem ou pertenceram ao Coro, tornando-o um dos melhores de Portugal e do Mundo”. O evento contou com a presença da Senhora Secretária de Estado da Cultura, Ângela Ferreira, que agradeceu e deu os parabéns ao Coro Misto pela “excelente representação de Portugal numa importante competição internacional”. A governante referiu-se a estas conquistas como “um belo exemplo do extraordinário trabalho que se faz no interior do país na área da Cultura”. A ocasião foi aproveitada para conhecer o andamento das obras do Teatro Municipal. A Secretária de Estado da Cultura foi conduzida pelo Presidente da Câmara Municipal numa visita à intervenção que vai dotar a Covilhã de um Centro de Inovação Cultural ao nível dos melhores do país. Ângela Ferreira deu os parabéns à Covilhã e mostrou confiança no futuro da cultura local, uma vez que considera que “está aqui a nascer um espaço multifuncional de referência, que conjuga a cultura, o conhecimento e a inovação ao serviço do desenvolvimento da cidade, da região e do país”. No seguimento destas palavras da Secretária de Estado, Vítor Pereira afirmou que “a recuperação do Teatro Municipal e a criação do novo Centro de Inovação Cultural vão ter um forte impacto regional e tornar a Covilhã numa referência cultural em Portugal”.   
COVILHÃ CELEBRA A OBRA DE SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN
31-10-2019

COVILHÃ CELEBRA A OBRA DE SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN

Durante o mês de novembro, a Câmara Municipal da Covilhã assinala o centenário do nascimento de Sophia de Mello Breyner Andresen com um vasto e diversificado programa cultural que inclui exposições, congresso, contos, tertúlia literária, declamação e canto de poesia, com o objetivo de homenagear e dar a conhecer a vida e obra da escritora portuguesa. Histórias e Contos [marcação prévia] Dia 13 nov. | Biblioteca Municipal. - Obras Literárias Infantis, interpretadas pelo Conservatório de Música da Covilhã. - O Rapaz de Bronze – Hora do Conto na Biblioteca Municipal. - A Menina do Mar – O Canto das Vogais na Casa de Cultura José Marmelo e Silva, no Paul.  Declamação e Canto Dia 20 nov. | Café Simply Sugar [av. Marquês D´Ávila e Bolama} - Café Literário “Cem Palavras de Sophia” - Declamação e canto pela Academia Sénior da Covilhã. Congresso Internacional Dia 26 nov. | Universidade da Beira Interior/Fac. de Artes e Letras - Congresso “A Contemporaneidade dos Clássicos - Homenagem a Sophia de Mello Breyner”. Organização FAL UBI/Município da Covilhã. Exposições - Alma de Sophia – exposição bibliográfica e literária na Biblioteca Municipal. - Sophia em folhas de papel – exposição de ilustrações/desenhos dos alunos das escolas do concelho, na Biblioteca Municipal. - Sophia – exposição bibliográfica na Casa de Cultura José Marmelo e Silva, Paul.
MUNICÍPIO DA COVILHÃ CRIA REDE DE MIRADOUROS
29-10-2019

MUNICÍPIO DA COVILHÃ CRIA REDE DE MIRADOUROS

A Câmara Municipal da Covilhã vai construir miradouros e remodelar alguns dos já existentes no concelho. Estas intervenções visam a criação de uma Rede de Miradouros e enquadram-se no plano de Conservação, Proteção e Desenvolvimento do Património Natural e Cultural, que conta com apoio financeiro através da Prioridade de Investimento 6.3 do Pacto da CIMBSE - Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela. O Miradouro da Varanda dos Carqueijais será o primeiro a ser requalificado, estando prevista a conclusão da empreitada em setembro de 2020. Pretende-se dota-lo de características atrativas que levem os viajantes e os turistas a parar e a desfrutar de uma paisagem única sobre a Covilhã e a Cova da Beira. O Miradouro do Covão será também alvo de uma intervenção que irá valorizar o espaço com a colocação de sinalética indicativa e explicativa da paisagem, a criação de condições de estacionamento e de permanência no local e a instalação de mobiliário urbano adequado à função do miradouro. A obra será concluída até dezembro de 2020. Serão construídos dois novos miradouros, um na Nave de Santo António e outro no Alto dos Livros. O primeiro surgirá na zona dos Piornos, com acesso a partir da EN339, junto ao Centro de Limpeza da Neve. O novo Miradouro da Nave de Santo António pretende potenciar o turismo de natureza, dotando-o de condições de atratividade para que quem ali se desloque usufrua das melhores vistas que o local proporciona. Prevê-se a abertura ao público em dezembro de 2020. A outra infraestrutura a construir localiza-se na cumeada da zona do Alto dos Livros, com acesso a partir da EN339. O futuro Miradouro do Alto dos Livros pretende levar os viajantes e os turistas a parar e a desfrutar de uma paisagem rica sobre os vales da Cova da Beira e das Cortes do Meio, apostando na valorização paisagística. Está prevista a abertura ao público em dezembro de 2020.