Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600
Out.30.2020
Notícias
AVISO
28-10-2020

AVISO

Tendo em conta o agravamento da situação pandémica provocada pela COVID-19 e a aproximação do Feriado de 1 de novembro (Dia de Todos os Santos), data que reúne um elevado número de pessoas nos cemitérios do Canhoso e da Covilhã para homenagear os entes queridos já falecidos, o Município decidiu reforçar as medidas excecionais de prevenção da pandemia. Assim, o Município da Covilhã informa que entre os dias 31 de outubro e 1 de novembro de 2020, se aplicarão as seguintes medidas: 1. Abertura dos Cemitérios Municipais (horários normais), com lotação limitada ao máximo de 700 pessoas para o cemitério da Covilhã e 200 pessoas para o cemitério do Canhoso; 2. Circuitos com entradas e saídas definidos para melhor controlo da lotação do espaço; 3. Controlo de acessos realizado por colaboradores do Município; 4. Cumprimento das recomendações definidas pela Direção-Geral da Saúde (DGS), nomeadamente a obrigatoriedade do uso de máscara e de distanciamento físico de 2m entre os visitantes; 5. Obrigatoriedade de desinfeção das mãos à entrada e saída dos cemitérios; 6. Permanência no local pelo tempo estritamente necessário, num máximo de 30 minutos; 7. Proibição da partilha de materiais de limpeza; 8. No espaço exterior, reforço das autoridades para evitar ajuntamentos; 9. Em caso de espera para entrada no cemitério, manter o distanciamento físico e a máscara colocada. Estas medidas preventivas são de âmbito municipal, podendo as mesmas ser alteradas/revertidas, em caso do agravamento da situação pandémica ou por determinação das entidades competentes (Autoridades de Saúde – Proteção Civil Municipal – Governo). Apela-se ao máximo respeito e cumprimento das normas estabelecidas, lembrando que o sentido de responsabilidade e os comportamentos individuais são o melhor fator de segurança da comunidade. Tempos de exceção exigem atitudes excecionais.
MENSAGEM DO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DA COVILHÃ
20-10-2020

MENSAGEM DO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DA COVILHÃ

A Covilhã celebra hoje o 150° aniversário da sua elevação a Cidade.  Infelizmente, razões imperiosas de defesa da saúde pública impediram-nos de concretizar as cerimónias e eventos previstos para assinalar esta tão relevante data. A Covilhã e a efeméride mereciam uma celebração diferente, mas não tendo sido possível, aproveitemos a histórica ocasião para exaltar o que de mais importante nos une: o nosso amor à Covilhã!    Vivemos um momento particularmente difícil, marcado por uma crise pandémica ainda sem fim à vista e pelos efeitos económicos e sociais que inevitavelmente dela decorrem. Apesar de todas as adversidades, não tenho qualquer dúvida de que superaremos este momento histórico e desafiante para a Covilhã, para Portugal e para o Mundo.  A Covilhã deverá o seu futuro, tal como deve o passado, à bravura e capacidades dos covilhanenses, sempre na vanguarda e aliando as novas formas do saber contemporâneo a um “saber fazer” ancestral, reforçando o estatuto de mais importante polo de atração e mais pujante município da Beira Interior.  Agora que celebramos os 150 anos da Elevação da Covilhã a Cidade e o seu passado glorioso, tenhamos todos a noção de que este é o nosso tempo. Este é o nosso turno. A Covilhã precisa de todos para, com humildade e elevado sentido de responsabilidade, honrar e dar continuidade ao enorme legado que nos foi deixado. Celebremos então 150 anos de história e um passado de grandeza ímpar, mas sempre confiantes e com os olhos postos no futuro, projetando crescimento e sucesso para a cidade que tanto amamos. Parabéns, Covilhã! Parabéns, Covilhanenses!  Viva a Covilhã! O Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Vítor Pereira
MUNICÍPIO DA COVILHÃ INAUGURA CENTRO DE INCLUSÃO SOCIAL
12-10-2020

MUNICÍPIO DA COVILHÃ INAUGURA CENTRO DE INCLUSÃO SOCIAL

A Câmara Municipal da Covilhã inaugura a 20 de outubro, pelas 11h30, no âmbito das Comemorações dos 150 anos de Elevação da Covilhã a cidade, o novo Centro de Inclusão Social.  As intervenções de restauro e reabilitação, orçadas em cerca de 780 mil euros, permitem dar uma nova vida ao edifício do antigo liceu da Covilhã que se transforma no novo Centro de Inclusão Social. Este novo espaço multifuncional localizado no “coração” da cidade tem como principal intuito estimular a inovação, o empreendedorismo e a igualdade de oportunidades nas áreas de ação social. O Centro passará a ser a sede dos Serviços Sociais da Câmara Municipal, da Covilhã, bem como acolher os serviços municipais referentes às áreas da Ação Social, da Saúde, da Educação e da Cultura, para além de albergar ainda um conjunto de sedes de Associações de Solidariedade Social locais. Deste modo, impulsiona-se o diálogo, a cooperação e a prestação de novos serviços sociais junto dos cidadãos da Covilhã.  A reabilitação deste edifício tem como objetivo criar espaços de trabalho, atendimento e formação, pretendendo ainda estimular a cooperação entre a sociedade civil, a autarquia, os parceiros sociais e os agentes económicos, com o objetivo de sensibilizar os cidadãos para a importância da inovação social. Para o Presidente da autarquia, Vítor Pereira “o Centro de Inclusão Social tem a virtude de ser um edifício emblemático no centro histórico da cidade, agora requalificado, que permitirá albergar os serviços de ação social da autarquia e promover sinergias e empreendedorismo na área social. Vamos colocar este Centro ao serviço da comunidade e das associações”. O autarca afirma ainda que o Centro de Inclusão Social “vai ser um ponto de encontro virtuoso para a sociedade civil, as Associações e a Câmara Municipal”. A aprendizagem coletiva e colaborativa, ligada à criação de negócios, serão também o foco deste edifício multifuncional.  Integrado na Área de Reabilitação Urbana da Covilhã, o Centro de Inclusão Social é uma aposta clara da Câmara Municipal da Covilhã no desenvolvimento sustentado e na promoção de novas atividades no centro histórico da cidade, que afirmam a cidade da Covilhã como uma Cidade Solidária, Inclusiva e Inovadora.  
[Consulta Pública] Plano de Ação da EN18 - Tortosendo – Alcaria
07-10-2020

[Consulta Pública] Plano de Ação da EN18 - Tortosendo – Alcaria

De forma a dar cumprimento às disposições do Decreto-Lei nº 146/2006, de 31 de Julho, que transpôs para direito nacional a Diretiva nº 2002/49/CE, relativa à Avaliação e Gestão do Ruído Ambiente, a Infraestruturas de Portugal, SA., tem a obrigatoriedade de desenvolver Mapas Estratégicos de Ruído (MER) e Planos de Ação (PA) das Grandes Infraestruturas de Transporte (GIT) sob sua jurisdição. O Decreto-Lei prevê que a elaboração de MER e PA decorra em duas fases, sendo que a segunda diz respeito às GIT com valores de tráfego superiores a 3 milhões de passagens/ano. O troço EN18 - Tortosendo – Alcaria, que atravessa o concelho da Covilhã, enquadra-se nesta categoria tendo sido já objeto de MER, aprovado pela Agência Portuguesa do Ambiente.  Nesse sentido, e sendo a Autarquia participante do processo de consulta e dinamizador do envolvimento da população local,  torna-se necessária a divulgação do PA, disponível em https://www.infraestruturasdeportugal.pt/pt-pt/gestao-ambiental/areas-de-especialidade/ruido//planos-de-acao-de-ruido-em-consulta-publica/rodovia, até 13 de novembro de 2020. Os comentários emitidos pelas instituições locais ou público interessado deverão ser dirigidos à Infraestruturas de Portugal, SA., Departamento de Ambiente e Sustentabilidade, podendo ser enviados para estes Serviços via postal ou para ambiente@infraestruturasdeportugal.pt. Findo o prazo da consulta, todas as exposições entregues diretamente na Câmara, deverão ser enviadas também ao Departamento de Ambiente e Sustentabilidade, no prazo de cinco dias úteis para que possa ser elaborado o relatório da Consulta.