Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600
Jan.23.2022
Notícias
COVILHÃ REFORÇA APOSTA NA PROMOÇÃO TURÍSTICA DO CENTRO HISTÓRICO
19-01-2022

COVILHÃ REFORÇA APOSTA NA PROMOÇÃO TURÍSTICA DO CENTRO HISTÓRICO

A CÂMARA MUNICIPAL DA COVILHÃ APROVOU COM O TURISMO DE PORTUGAL, UMA CANDIDATURA PARA A VALORIZAÇÃO DO CENTRO HISTÓRICO. O projeto visa reforçar o posicionamento da Cidade e do Concelho como um destino turístico atrativo, competitivo e sustentável, com base no seu património cultural, na inovação e no conhecimento. Para a vereadora com o pelouro da Cultura, «Os objetivos a concretizar prendem-se com a valorização do património material e imaterial ligado ao Centro Histórico, o aumento da procura e da duração das estadias, durante todo o ano, e o desenvolvimento de ofertas e serviços em rede, através da integração de recursos endógenos». Regina Gouveia, sublinha ainda que, «Trata-se de um projeto claramente inovador, ao pressupor a conceção, produção e disponibilização de conteúdos culturais com recurso a tecnologias digitais e multimédia, incluindo visitas virtuais 360® e rota de realidade aumentada, que estarão sempre disponíveis no Centro Histórico, sem necessidade de alocação de recursos humanos.». A vereadora da Cultura reforça ainda a ideia de que, «o desenvolvimento e implementação das ações e conteúdos previstos basear-se-á no amplo envolvimento de diferentes tipos de agentes locais. Todos serão fundamentais na dinamização, e valorização de património cultural do Centro Histórico da Covilhã, seja como protagonistas em suportes de informação/comunicação ou como mediadores e influenciadores na interação com futuros visitantes.». Regina Gouveia, afirma ainda que “Como Cidade do Design vai ser muito importante falar da história da indústria dos lanifícios, tal como dar a conhecer personalidades, e personagens, relacionadas com o Centro Histórico da Covilhã”.  A vereadora reforçou ainda a ideia de que “é necessário comunicar o Centro Histórico de forma estratégica, e constituir pontos de interesse”. Dada a recente integração da Covilhã na Rede de Cidades Criativas da UNESCO, na área do Design, o Município pretende associar ao Centro Histórico e à marca PORTAS DO SOL, uma Feira Internacional de Cultura, trazendo ao Território participantes de outras cidades criativas de Portugal e de outros países, articulando-se, para tal, com outras entidades a nível regional, e internacional. O projeto Portas do Sol vai ter cerca de um ano para ser desenvolvido e implementado, com um orçamento global de 200 mil euros. O Projeto foi aprovado no âmbito do Programa Valorizar – Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior.
Nota de Pesar
02-01-2022

Nota de Pesar

A Câmara Municipal da Covilhã lamenta profundamente o falecimento Álvaro Lambelho Ramos, antigo presidente da Câmara da Covilhã (1986-1989). Álvaro Lambelho Ramos, ocupou diversas funções públicas e políticas, perpetuando a sua marca na região e destacando-se em diversas áreas.  Neste momento de profunda consternação, o Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Vítor Pereira, endereça publicamente, em nome da autarquia, as mais sentidas condolências à família e amigos.  A Câmara Municipal da Covilhã decretou 3 dias de Luto Municipal.  Nota Biográfica:  Álvaro Lambelho Ramos, nasceu a 29 de Março de 1932, na freguesia de Aldeia de Joanes, Concelho do Fundão e iniciou a sua atividade profissional em 1947, na Metalúrgica do Fundão, Lda, como aprendiz de mecânico auto. Em 1958 foi convidado a fazer parte da sociedade da firma Garagem de São João, Lda e em 4 de Fevereiro de 1970 fundou a empresa “Álvaro Ramos, Lda” (Nevauto), na Covilhã, concessionária transformada em 29 de Maio de 1995 em Sociedade Anónima. Sócio das principais associações ligadas aos sectores que representa, tais como a ACAP – Associação do Comércio Automóvel de Portugal, ANAREC – Associação Nacional de Abastecedores e Revendedores de Combustíveis e ANECRA – Associação Nacional das Empresas do Comércio e Reparação Automóvel. Foi eleito, em 30 de Março de 1993, Vice-Presidente da Assembleia Geral da ANECRA, ocupando desde 31 de Março de 1995 até à presente data, o cargo de Presidente da Assembleia Geral da mesma Associação. Por todo o trabalho desenvolvido em prol da ANECRA foi-lhe atribuído o Cristal de Honra “Dedicação Associativa”. Sócio de mérito do Sporting Clube da Covilhã, foi Presidente da Assembleia Geral do clube de 1979 a 1983, tendo dirigido o mesmo como Presidente da Direcção entre os anos de 1983 e 1985. Foi Presidente da Câmara Municipal da Covilhã entre 1986-1989, e da Associação de Municípios da Cova da Beira entre 1987 -1990. De 1988 a 1991 ocupou o cargo de Presidente do Conselho Fiscal da LAR – Linhas Aéreas Regionais. Foi ainda membro da Comissão Instaladora da Universidade da Beira Interior (UBI) entre os anos de 1987 e 1991, Presidente da Assembleia Geral do Aero Clube da Covilhã e do Conselho Fiscal do Grupo de Dadores de Sangue da Covilhã.
MINISTRO DA HABITAÇÃO ASSINA CONTRATO PROGRAMA PRIMEIRO DIREITO
16-12-2021

MINISTRO DA HABITAÇÃO ASSINA CONTRATO PROGRAMA PRIMEIRO DIREITO

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, presidiu ontem a sessão de assinatura do contrato do programa “Primeiro Direito”, num valor global de 14,8 milhões euros. O presente acordo, visa a melhoria das condições de habitação no município, através do apoio a 150 agregados. O ministro das Infraestruturas e Habitação defendeu ontem durante a cerimónia, que “tal como se fez no Sistema Nacional de Saúde, nas pensões, e na educação, chegou a altura de fazer o mesmo com a habitação”. O ministro sublinhou que “o mercado por si não conseguiu resolver o problema e que é necessário um Sistema Nacional de Habitação, que com a ajuda das autarquias, possa agir de forma mais eficaz”.   Pedro Nuno Santos, sublinhou ainda que “as dificuldades de habitação não estão só em Lisboa e no Porto, estão em todo o território”, e defendeu mesmo que “precisamos de habitação a um preço acessível para repovoar o território”. Durante a cerimónia de assinatura do contrato do programa PRIMEIRO Direito, o presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Vítor Pereira, sublinhou a importância “do direito à habitação, um direito universal e constitucional, fundamental para concretizar a Estratégia Local de Habitação, e para ajudar a colmatar as vulnerabilidades das habitações municipais”. O presidente reforçou ainda que, neste projeto “vamos dar primazia ao parque de habitação municipal”. A assinatura do contrato do programa “Primeiro Direito” decorreu ontem, no Salão Nobre Paços do Concelho, a cerimónia contou com a presença do ministro das Infraestruturas e da Habitação, Secretária de Estado da Habitação, e ainda um representante do conselho diretivo do Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana. O Primeiro Direito - Programa de Apoio ao Acesso à Habitação, assenta numa dinâmica promocional predominantemente dirigida à reabilitação do edificado, e visa apoiar a promoção de soluções habitacionais para pessoas que vivem em condições habitacionais indignas, e que não dispõem de capacidade financeira para suportar o custo do acesso a uma habitação adequada.