Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600
Nov.18.2018
Notícias
COVILHÃ ORGANIZA “COLÓQUIOS DA NEVE”
16-11-2018

COVILHÃ ORGANIZA “COLÓQUIOS DA NEVE”

A cidade da Covilhã acolhe, nos dias 23, 24 e 25 de novembro, os “Colóquios da Neve”, realizados nas instalações do Parkurbis. A iniciativa é co-organizada pela Câmara Municipal da Covilhã, pelo Centro de Formação da Associação de Escolas da Beira Interior (CFAEBI) e pela Universidade da Beira Interior (UBI). Trata-se de um evento bienal, acreditado pelo Concelho Científico- Pedagógico da Formação Contínua de Professores como Curso de Formação intitulado “Colóquios da Neve- Flexibilização Curricular: a autonomia da escola e do professor – que desafios para a comunidade educativa?”. Constituído por quatro sessões temáticas e com uma duração total de 15 horas, este encontro proporciona um conjunto de conferências culturais a cargo de palestrantes na área da educação, de reconhecido mérito, a nível regional e nacional. Esta edição dos Colóquios desenvolve a temática “O Educador no Séc. XXI”, apresentando tópicos como: “A escola e os currículos - Flexibilizar é preciso!” e a “Cidadania – um projeto de todos para todos”. A sessão de abertura tem início às 15:30h, do dia 23, e conta com a presença de Vítor Pereira, Presidente do Município da Covilhã; António Fidalgo, Reitor da UBI; Benjamim Luciano, Diretor do CFAEBI; e João Costa, Secretário de Estado da Educação. A sessão de encerramento tem início às 18:30, do dia 24, com a presença de Benjamim Luciano, Diretor do CFAEBI; João Canavilhas, Vice-reitor da UBI; e Regina Gouveia, Vereadora da Educação e Cultura da autarquia. No período da manhã, do dia 25, decorre ainda a Jornada Cultural e Turística, onde serão abordados temas como o “Património Cultural Imaterial”, os “Museus do Concelho” e as “Artes Performativas”. Durante os “Colóquios da Neve” ocorrem ainda diversos ateliers e momentos musicais, sendo estes realizados pelos Alunos da Associação Cultural da Beira Interior (ACBI), pelos Alunos da Escola Pública de Artes da Beira Interior (EPABI) e pelos Alunos do Conservatório Regional de Música da Covilhã (CRMC). De 23 a 25 de novembro, a Covilhã será o fórum principal da discussão sobre Educação e Cultura a nível nacional.   
BAIRRO DO CABEÇO GANHA PROJETO COMUNITÁRIO
06-11-2018

BAIRRO DO CABEÇO GANHA PROJETO COMUNITÁRIO

No passado dia 31 de outubro, o Bairro Social do Cabeço, no Tortosendo, viveu um dia especial com a Assembleia de Rua de Outono e o arranque do Projeto “Verde Esperança”. Esta iniciativa, vencedora do Orçamento Participativo “Covilhã Decide 2017”, visa a melhoria do espaço exterior do bairro social, criando zonas verdes, de lazer e convívio para adultos, crianças e jovens. Locais capazes de potenciar a vida em comunidade e promover uma maior qualidade de vida. Foi também inaugurado o Jardim Comestível Comunitário, um espaço criado e mantido por um grupo de moradores.  O projeto “Verde Esperança” conta com o apoio das atividades do Quero Ser Mais E6G, projeto de Inclusão Social, financiado pelo Programa Escolhas, que a CooLabora desenvolve no Tortosendo junto de crianças, jovens e suas famílias desde 2010, de que é gestora e o Agrupamento de Escolas Frei Heitor Pinto promotor. A Assembleia de Rua teve como objetivo auscultar a comunidade sobre os problemas que ainda ali persistem, as suas necessidades e possíveis soluções. Em paralelo, decorreram oficinas comunitárias para arranjo de bancos de jardins, plantação de árvores/arbustos e ateliers infantis, tendo o dia terminado em festa com um magusto e com animação musical. Esta importante jornada de inclusão e cidadania contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Vítor Pereira, acompanhado pelos Vereadores Regina Gouveia e Jorge Afonso Gomes, que se juntaram à Diretora da CooLabora, Graça Rojão, e ao Presidente da Junta de Freguesia do Tortosendo, David Silva, entre outros representantes do consórcio do projeto “Quero Ser Mais E6G”. Para Vítor Pereira, este foi um “ato simbólico em que lançamos uma iniciativa importante para a integração desta comunidade na comunidade mais vasta do Tortosendo e do concelho da Covilhã”. O autarca destacou o Orçamento Participativo por ter sido a origem deste projeto de 25 mil euros “em que são os moradores que escolhem o que querem, como querem, fazem e conservam equipamentos e espaços que vão elevar a sua autoestima, com mais confiança no futuro”.