Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600 (Chamada para a rede fixa nacional)
PT EN

Roteiro - História entre Montanhas

𝗘𝗦𝗧𝗘 𝗙𝗜𝗠 𝗗𝗘 𝗦𝗘𝗠𝗔𝗡𝗔, 𝗡𝗔̃𝗢 𝗣𝗘𝗥𝗖𝗔
17-11-2022

𝗘𝗦𝗧𝗘 𝗙𝗜𝗠 𝗗𝗘 𝗦𝗘𝗠𝗔𝗡𝗔, 𝗡𝗔̃𝗢 𝗣𝗘𝗥𝗖𝗔

📅 sexta, dia 18 👇  › Exposição de Fotografia Mãe nossa nos Gelos | 10H00 às 18h00 | Biblioteca Municipal da Covilhã  ›  Concerto comemorativo dos Aniversários do Orfeão da Covilhã (96º Aniversário) e do Conservatório de Música Covilhã (61º Aniversário) | 21H:00 | Auditório  do Conservatório Regional de Música da Covilhã  ›  Aqui, onde acaba a estrada | 21H:30 | Auditório do Teatro das Beiras  › XVI FESTUBI - Monumental Serenata | 21H00 | Praça do Município  📅 sábado, dia 19  👇 ›   EXPOSIÇÃO “FÁBRICA: ONTEM E HOJE” | 10H00 às 18h00 | Antiga firma Francisco Ribeiro Aibéo  (Rua Capitão João de Almeida, Largo de N. Sr.ª do Rosário). › Concerto com história para Famílias | 15H:00 |Biblioteca Municipal da Covilhã  › XVI FESTUBI-Pasacalles | 15H00 | Centro Histórico da Covilhã  ›  Grito de Liberdade na Rua da Cales | 16H:30 | Biblioteca Municipal da Covilhã Biblioteca Municipal da Covilhã › XVI FESTUBI - Festival de Tunas da Universidade da Beira Interior | 21H:30 | Grande Auditório da Faculdade de Ciências da Saúde ›  Hotel Europa | 21H:30 | Teatro Municipal da Covilhã  📅 domingo, dia 20  👇   › Exposição Otherworlds | 10H00 ÀS 18H00 | Galeria António Lopes   📅 sexta, sábado e domingo  👇  › Museu da Covilhã | 10H00 às 18H00  › Museu de Arte Sacra | 10H00 às 18H00  › Galeria António Lopes | 10H00 às 18H00  🔗 Consulte aqui toda a programação na nossa agenda: bit.ly/3uyA842
JORGE PALMA NO TMC~
26-09-2022

JORGE PALMA NO TMC~

A 01 de outubro (sábado), às 21H30 (espetáculo já esgotado), sobe ao palco do TMC~, um dos nomes maiores da música portuguesa: Jorge Palma. Jorge Palma é um caso raro em Portugal. Compositor e intérprete admirado pelos colegas, amado pelo público, demasiado célebre para o papel de génio obscuro, demasiado genuíno e rebelde para ser um músico previsível e formatado. O seu percurso de vida observa-se sempre a par da música. Exímio pianista, começou a aprender a tocar este instrumento apenas com seis anos de idade. Durante a adolescência e a par da formação erudita começa a interessar-se pelo rock’n’roll, e de um modo geral pela música popular americana e inglesa. Durante os anos 70 e o princípio da década de 80 o seu percurso artístico dividiu-se entre as suas primeiras edições fonográficas em Portugal e as ruas e carruagens de metro de cidades europeias como Paris e Copenhaga, onde enfrentava o público de guitarra em punho. Terminou o Curso Superior de Piano em 1990 e no ano seguinte editou o emblemático álbum "Só". Na mesma década formou o "Palma's Gang" e integrou projetos como os "Rio Grande" ou os "Cabeças no Ar". Ao longo da sua carreira lançou vários discos de originais, compôs êxitos e somou discos de ouro, tendo atingido a marca da dupla platina com “Voo Nocturno”.  A sua obra contém canções amplamente transversais com temas como “Frágil”, “Deixa-me Rir”, “Dá-me Lume” ou “Encosta-te a mim”, que se tornaram hinos intemporais. Venceu o prémio José Afonso em 2002, e em 2008 e 2012 foi o vencedor do Globo de Ouro na categoria de melhor intérprete individual. O seu álbum “Com Todo o Respeito” foi ainda galardoado pela Sociedade Portuguesa de Autores com o prémio Pedro Osório. O período mais recente da vida de Jorge Palma é marcado por um momento de grande atividade no qual se destacam projetos como “Juntos”, em que partilhou o palco com Sérgio Godinho, e ainda a celebração de discos históricos como “Bairro do Amor” e “Só”, tendo este último resultado na edição de “SÓ ao vivo” em 2017. Em 2020 celebrou "70 Voltas ao Sol" no Castelo São Jorge, num espetáculo com uma orquestra de câmara dirigida pelo maestro Cesário Costa e com arranjos dos compositores Filipe Melo e Filipe Raposo. O álbum com o registo desse concerto, que assinalou o 70.º aniversário de Jorge Palma, venceu a categoria de Melhor Álbum na última edição dos Play – Prémios da Música Portuguesa.  Foi ainda agraciado com a Medalha de Mérito Cultural da Cidade de Lisboa e com a Ordem do Infante Dom Henrique. No concerto do TMC~ Vicente Palma e Gabriel Gomes (ex-Madredeus e Sétima Legião) são os dois músicos que o acompanham no seu formato acústico. Vicente surge na guitarra, no piano ou na voz, acompanhando Jorge Palma em alguns dos temas que juntos já tocam há mais de uma década. Gabriel Gomes oferece a sonoridade do seu acordeão para criar ambientes verdadeiramente íntimos e especiais. Classificação etária: M/6. BILHETES: ESGOTADOS  
MIRADOUROS DA COVILHÃ

MIRADOUROS DA COVILHÃ

Ver mais

Visita Virtual

Visita Virtual

Ver mais

Visita Virtual

Visita Virtual

Ver mais

Turismo de Portugal

Turismo de Portugal

Ver mais

Informação da responsabilidade das Infraestruturas de Portugal.

PROJETO SACRUM | IGREJA DE SANTA MARIA