Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600 (Chamada para a rede fixa nacional)
Notícias
COVILHÃ RUMA À BTL COM STAND PRÓPRIO
23-02-2024

COVILHÃ RUMA À BTL COM STAND PRÓPRIO

Entre os dias 28 de fevereiro e 03 de março, a Covilhã vai rumar à Bolsa de Turismo de Lisboa, onde volta a apostar num stand próprio para promover o destino turístico e consolidar a campanha “Covilhã tem tempo para ti”. Depois do sucesso verificado na participação da FITUR em Madrid, onde o pavilhão covilhanense foi visitado por milhares de pessoas, a Câmara da Covilhã mantém a estratégia de se apresentar em nome próprio no maior certame de turismo do país.  Apostando numa personalidade jovem, moderna, fresca, com vida, movimento, cor e muito design, o stand da Covilhã vai mostrar que a cidade e o concelho têm uma oferta turística diferenciada que abarca natureza, gastronomia, cultura, artes, tradições, história e património. Com base no lema “Covilhã tem tempo para ti”, aproveitará ainda para desafiar/convidar aqueles que por estes dias vão passar pela BTL a tirarem tempo para eles próprios, visitando um território que tem tempo para receber e que proporciona dias de descoberta e experiências únicas, vividas ao ritmo de cada um e sem stress. E são muitas as propostas que a Covilhã leva para a FIL, designadamente a ligação única à Serra da Estrela, passando pelas paisagens deslumbrantes e pela natureza que proporciona experiências ímpares, até à gastronomia e tradições, sem esquecer a classificação como Cidade Criativa da UNESCO em Design ou ainda a história, o património, a arte urbana e a indústria têxtil. Pontos de interesse e fatores de atração que vão ser apresentados num espaço multidisciplinar que foi desenhado tendo como princípio um conceito muito gráfico, que recorre a formas circulares simples com cilindros e círculos, resultando num espaço que facilita a mobilidade dos visitantes.  A opção de desenhar todo o stand recorrendo a círculos representa a engrenagem dos teares e dos movimentos incansáveis que marcaram e continuam a marcar a história da cidade. Espelha o passado que se transformou em presente e que tece o futuro. É uma escolha que também vai ao encontro do selo “Covilhã Cidade Criativa do Design”, dado que o espaço aposta numa imagem de modernidade, disruptiva e criativa e numa linguagem moderna que aposta em novas aplicações para a tradição, mas sem esquecer a identidade. É o caso do padrão patente no centro do espaço, que tem como base uma expressão artística da utilização de um fio de lã e que até poderia ser uma mais das obras de arte urbana que estão patentes nas paredes da Covilhã.  Assente num conceito multidisciplinar, este stand tem três paredes exteriores, que são uma espécie de álbum fotográfico e conta ainda com vários conteúdos multimédia que vão proporcionar uma experiência imersiva ao visitante.  É simultaneamente um espaço promocional e de encontros de trabalho, contando com duas zonas de reunião, visto que o Município encara a participação neste evento como mais uma oportunidade para a Covilhã se apresentar a operadores turísticos, empresários da área e público em geral. O objetivo passa por potenciar ainda mais a elevada procura que o concelho já regista e que o levam a estar entre os destinos mais procurados do país, afirmando a estratégia que tem vido a ser seguida ao nível da promoção turística para conquistar diferentes mercados, tal como aponta o Vereador com o Pelouro do Turismo, José Miguel Oliveira.  
CÂMARA DA COVILHÃ ACABA COM AMIANTO NA HABITAÇÃO SOCIAL  
22-02-2024

CÂMARA DA COVILHÃ ACABA COM AMIANTO NA HABITAÇÃO SOCIAL  

Investimento no setor da habitação até 2026 vai ultrapassar os 20 milhões de euros, com financiamento dos fundos do PRR. A Câmara Municipal da Covilhã já não tem nenhum prédio de habitação social com cobertura de amianto, resultado das intervenções que estão a ser realizadas no âmbito da Estratégia Local de Habitação (ELH), a qual conta com um investimento total previsto para os próximos anos superior a 20 milhões de euros. A informação foi avançada esta quinta-feira, dia 22 de fevereiro de 2024, pela Vereadora com o pelouro da Ação Social, Regina Gouveia, durante a visita a uma empreitada que está a ser realizada num prédio do Bairro da Biquinha, exatamente o último do parque social municipal que ainda tinha cobertura em amianto e que já foi substituída. “Já não temos mais nenhum edifício de habitação social com cobertura de amianto”, sublinhou Regina Gouveia, frisando que as obras neste prédio também englobam trabalhos de eficiência energética, nomeadamente com o revestimento de paredes exteriores e a substituição de caixilharias. Trata-se de um edifício que não sofria qualquer melhoramento desde a década de 1990 e que conta com 12 fogos, nove pertencem ao parque habitacional do Município e outros três são propriedade privada, sendo que, neste caso, o investimento da Autarquia é de cerca de 200 mil euros. Globalmente, o Município tem em curso obras no valor de 1,3 milhões de euros, sendo que da lista também fazem parte intervenções na Rua do Souto, no Tortosendo, no Bairro do Rodrigo ou na Rua Viriato.  “Estamos a procurar resolver problemas que já tinham décadas”, salientou a Vereadora, acrescentando que estão em fase de concurso várias outras empreitadas, num valor que ronda os sete milhões de euros. Já concluídas estão duas empreitadas, que decorreram no Bairro da Alâmpada, na Boidobra, e que abrangeram um total de 20 fogos e que implicaram um investimento de cerca de 600 mil euros. Valores que são financiados por fundos do PRR, no âmbito do programa 1.º Direito, e aos quais se junta ainda o investimento superior a 10 milhões de euros respeitantes à construção de 89 frações para rendas a preços acessíveis no programa da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE) ou o investimento conseguido no âmbito da Bolsa Nacional de Alojamento Urgente e Temporário (BNAUT). Assim, e tendo em conta o alargamento do programa da CIM-BSE, a ELH da Covilhã implicará um investimento global de 20 milhões de euros, até 2026. “Ao mesmo tempo que investimos, melhoramos condições e aumentamos a resposta na área da habitação”, apontou Regina Gouveia, frisando a importância que esta aposta tem para criar melhores condições de habitabilidade e também para alargar a oferta para rendas a custos controlados.  
CÂMARA DA COVILHÃ COM CANDIDATURA AO RADAR SOCIAL APROVADA
21-02-2024

CÂMARA DA COVILHÃ COM CANDIDATURA AO RADAR SOCIAL APROVADA

A Câmara da Covilhã viu aprovada a candidatura apresentada ao programa “Radar Social”, que tem valor global de 244 mil euros e que vai permitir reforçar o apoio a pessoas e famílias com problemas de pobreza ou exclusão social.  Financiada por fundos do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), esta candidatura assenta num trabalho de parceria e cooperação, com vista à implementação de um sistema integrado de georreferenciação social e de capacitação do território ao nível das respostas e otimização de recursos.  O objetivo passa por imprimir uma maior eficácia à ação das entidades locais, apoiada na noção de desenvolvimento social e integrada numa perspetiva de desenvolvimento local. O trabalho será desenvolvido por uma equipa multidisciplinar, à qual caberá dar um contributo decisivo para a construção, atualização e enriquecimento do conhecimento sobre o território, para benefício das pessoas e das famílias, bem como das comunidades.  O projeto está dividido em duas fases, arrancando com a atualização do diagnóstico social e com a elaboração do plano de desenvolvimento social e do plano de ação, os quais vão incluir as atividades a desenvolver, com metas e respetivos indicadores. Será ainda realizado o mapeamento dos recursos, locais e regionais, para garantir maior eficácia das respostas e melhor coordenação das intervenções. Na segunda fase vai proceder-se à georreferenciação social de âmbito municipal, que identifique pessoas, famílias de grupos em situação de vulnerabilidade social e/ou risco de pobreza e exclusão, colocando, depois, em prática o plano de ação que deve assegurar o encaminhamento dos casos referenciados para a rede dos serviços de atendimento e acompanhamento social. Este projeto vai prolongar-se até março de 2026.  
CÂMARA DA COVILHÃ ENTREGA VIATURAS AO CENTRO DE SAÚDE
08-02-2024

CÂMARA DA COVILHÃ ENTREGA VIATURAS AO CENTRO DE SAÚDE

A Câmara Municipal da Covilhã entregou, esta quinta-feira, duas viaturas novas ao Centro de Saúde da Covilhã para garantir melhores condições de comodidade e segurança na prestação de cuidados de saúde à população do concelho. Com o lema “Covilhã Município: A saúde mais perto de si” inscrito nas laterais, as duas viaturas perfazem um investimento de 43.066 euros e vão permitir substituir veículos que já tinham muitos anos e milhares de quilómetros. A gestão fica a cargo do Centro de Saúde, que as afetará de acordo com as necessidades diárias de cada serviço. Num gesto simbólico, o Presidente da Câmara, Vítor Pereira, entregou a chave dos dois veículos ao Presidente do Agrupamento de Centros de Saúde da Cova da Beira, António José Santos Silva, que reconheceu o esforço feito pela Autarquia para substituir e melhorar as condições da frota automóvel. Detalhou que estes dois veículos se juntam a outros quatro cedidos anteriormente, passando assim para seis o número de viaturas que o Município entregou ao Centro de Saúde. “Tem-nos ajudado e esperemos que continue a ajudar”, apontou, dirigindo-se diretamente a Vítor Pereira. O Autarca destacou que o Município tem tentado sempre ir ao encontro das necessidades daquela unidade de saúde, num apoio efetivo que já ocorria mesmo antes de a Câmara ter assumido a delegação de competências na área da Saúde. “Queremos sinalizar de forma bem vincada que os profissionais de saúde e os utentes são a nossa prioridade”, apontou, sublinhando que o objetivo final passa por melhorar as condições de acesso à saúde dos covilhanenses. “Só tendo meios, e bons meios, é que esse desiderato se poderá conseguir”, reiterou. Apontou ainda que o esforço para substituir a frota automóvel continuará a ser realizado, sendo que, até ao momento, e no total dos seis veículos está em causa um investimento global de 134 mil euros.  
COVILHÃ TRANSFORMA EM ARTE ARMÁRIOS DE ENERGIA ELÉTRICA
02-02-2024

COVILHÃ TRANSFORMA EM ARTE ARMÁRIOS DE ENERGIA ELÉTRICA

A Covilhã vai realizar intervenções artísticas num posto de transformação e em armários de distribuição de energia elétrica da cidade, num projeto dinamizado pela Câmara Municipal e que envolve alunos das Escolas Secundárias Campos Melo, Frei Heitor Pinto e Quinta das Palmeiras. Com a designação “Correntes de Arte”, a iniciativa foi apresentada, em conferência de imprensa, esta sexta-feira e tem como objetivo dar um novo design àquelas peças de mobiliário urbano, tendo com fontes de inspiração o debuxo e o têxtil, marcas diferenciadoras e identitárias da cidade.  Resultante de uma candidatura que a Autarquia Covilhanense apresentou ao programa “Dar Energia à Cultura”, da E-Redes, o projeto está enquadrado no plano de ação da “Covilhã, Cidade Criativa da Unesco em Design” e vai decorrer até maio.  Além das intervenções artísticas, o projeto também engloba uma componente prévia de formação, proporcionando aos alunos visitas a fábricas do setor têxtil, bem como a participação em oficinas de estudo e em residências artísticas. As residências vão contar com a participação de um artista, que explorará o tema e que deve contribuir para apoiar a criação das propostas de intervenção.  No total a intervenção vai abranger um posto de transformação de energia elétrica e dez armários de energia que estão localizados no centro histórico da cidade e próximos uns dos outros, o que também permite criar uma espécie de percurso ou rota. Tal como frisou a Vereadora com o pelouro da Cultura na Câmara da Covilhã, Regina Gouveia, pretende-se que a intervenção tenha impacto na comunidade, ao mesmo tempo que lança as bases para que o debuxo esteja mais presente no espaço urbano. “O debuxo é design e, por isso mesmo, tem uma importância inquestionável no projeto da Covilhã como Cidade Criativa do Design. Tem uma relevância muito grande em termos daquilo que é a nossa identidade cultural e, não tem apenas que ver apenas com passado e com história, também tem que ver com presente e deve ter que ver com aquilo que é a nossa visão para o futuro”, sublinhou.  Presente na conferência de imprensa, a Diretora da Escola Secundária Campos Melo, Isabel Fael, destacou a importância deste projeto “pelo desafio que é colocado aos alunos” para que possam intervir no espaço público e para que possam conhecer melhor a sua cidade e a sua história.  Uma opinião partilhada por Marco Santos, Diretor do Agrupamento de Escolas Frei Heitor Pinto, que vincou a “oportunidade” que os alunos vão ter de ajudar a melhorar e embelezar o espaço público e também de perceberem que “as escolas não são apenas as paredes, o quadro e o professor, mas também tudo o que está à volta”.  Em representação da Escola Secundária Quinta das Palmeiras, Maria Nunes Afonso, classificou o projeto como uma “mais-valia” e apontou a relevância das parcerias estabelecidas com o Município da Covilhã. A E-Redes financiará o projeto com 4.775 euros, entre material específico de apoio à ação de pintura e prestará todo o apoio logístico, assegurando o acesso às estruturas em condições de segurança. 
CÂMARA DA COVILHÃ CONSTITUI NÚCLEO LOCAL DE GARANTIA PARA A INFÂNCIA
30-01-2024

CÂMARA DA COVILHÃ CONSTITUI NÚCLEO LOCAL DE GARANTIA PARA A INFÂNCIA

A Câmara Municipal da Covilhã constituiu o Núcleo Local de Garantia para a Infância (NLGPI), que tem como missão fundamental contribuir para reduzir significativamente a pobreza infantil até 2030 e que integra várias entidades e instituições locais. Aprovado pelo Conselho Local de Ação Social, este Núcleo surge depois de a Covilhã ter aderido ao Plano de Ação Nacional Garantia Para a Infância, cujo protocolo foi assinado, em dezembro de 2023, pela Vereadora da Ação Social na Câmara da Covilhã, Regina Gouveia, na qualidade de presidente do Conselho Local de Ação Social, e pela Coordenadora Nacional da Garantia para a Infância, Sónia Almeida. Homologado pela Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, o documento estabelece as competências e ações específicas a desenvolver pelos NLGPI para a prevenção e combate à pobreza e à exclusão social das crianças e dos jovens, e suas famílias, no âmbito da implementação do Plano de Ação da Garantia para a Infância 2022-2030.  Com o objetivo primordial de contribuir para a melhoria de acessos a direitos e serviços essenciais de qualidade para as crianças e jovens que se encontram em situação de pobreza, este Plano visa a realização de ações e medidas que permitam extinguir as barreiras de acesso aos serviços essenciais, assegurando e facilitando uma efetiva participação social ao longo de todas as etapas de implementação. Para a Vereadora da Ação Social, Regina Gouveia, destaca a importância da assinatura do protocolo e da constituição do Núcleo, não só por ir ao encontro de uma obrigação municipal, mas sobretudo porque a Câmara Municipal está “apostada em corresponder ao desiderato” de promover ações que deem resposta às vulnerabilidades das crianças e dos jovens. O NLPGI é constituído por representantes das seguintes entidades: Câmara Municipal da Covilhã, Agrupamentos de Centros de Saúde da Cova da Beira, Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão com Deficiência Mental, Beira Serra - Associação de Desenvolvimento, Centro Hospitalar Universitário Cova da Beira, Centro de Respostas Integradas, Comissão de Proteção Crianças e Jovens, CooLabora, CRL, Associação Mutualista Covilhanense, Centro Social Jesus Maria José, Segurança Social, Ministério da Educação, Conselho Municipal da Educação. O Plano de Ação Nacional da Garantia para a Infância, aprovado pelo Conselho de Ministros a 30 de novembro de 2022, surge no âmbito da concretização da Recomendação (UE) 2021/1004 do Conselho, de 14 de junho de 2021, aprovada durante a presidência portuguesa do Conselho Europeu.  
PARTICIPAÇÃO DA COVILHÃ NA FITUR DE MADRID FOI UM SUCESSO
30-01-2024

PARTICIPAÇÃO DA COVILHÃ NA FITUR DE MADRID FOI UM SUCESSO

Foi um sucesso a estreia da Covilhã na FITUR – Feira Internacional de Turismo, que decorreu em Madrid, entre os dias 24 e 28 de janeiro. Ao longo dos cinco dias, milhares de pessoas visitaram o stand covilhanense que a Câmara da Covilhã apresentou pela primeira vez neste que é um dos mais importantes e prestigiados eventos do setor. Assente num conceito que une tradição e contemporaneidade e permitindo uma viagem imersiva aos principais pontos de interesse do concelho, o espaço da Covilhã despertou curiosidade e muito interesse aos visitantes, bem como a muitos operadores turísticos com os quais foi possível estabelecer ligação no sentido de promover ainda mais a Covilhã como destino de excelência. Um destino que tem tempo para os visitantes e que proporciona um tempo único àqueles que o escolhem, tal como lembra a nova campanha promocional “Covilhã tem tempo para ti”, que também foi lançada na FITUR e que está alinhada com as tendências atuais em que o tempo é cada vez mais valorizado e um bem valioso.  Uma mensagem que foi passada aos diferentes visitantes que passaram pelo stand covilhanense, entre os quais se contam várias individualidades como o Secretário de Estado do Turismo, Nuno Fazenda, o Presidente do Turismo de Portugal, Carlos Abade, ou o embaixador de Portugal em Espanha, João Mira Gomes. Para o Vereador com o Pelouro do Turismo, José Miguel Oliveira, esta participação representa “uma aposta ganha em vários domínios”, nomeadamente ao nível da promoção alcançada, do número de visitantes e dos contactos estabelecidos. “Os objetivos traçados para esta nossa primeira presença foram alcançados, desde logo por termos conseguido um número de interações muito elevado e por termos contribuído para aumentar a notoriedade da marca Covilhã, com o novo slogan ‘Covilhã tem tempo para ti’”.  O Vereador destaca ainda que a presença da Covilhã na FITUR com stand próprio, também permitiu salientar a proximidade da Covilhã com Espanha, o que certamente é uma mais-valia para os turistas espanhóis que querem descobrir o território português sem gastarem muito tempo em viagens. Na Covilhã vão encontrar uma oferta única e um leque alargado de opções para viverem experiências marcantes, ao ritmo que cada um escolhe e sem stress. Da ligação única à Serra da Estrela, passando pelas paisagens deslumbrantes e pela natureza, até à gastronomia e tradições, sem esquecer a classificação como Cidade Criativa da UNESCO em Design ou ainda a sua história, o património, a arte urbana e a indústria têxtil são muitos os fatores de atração que a Covilhã tem e que mostrou ao longo destes dias em Espanha.  A FITUR é um dos certames turísticos mais relevantes do setor, tendo nesta edição acolhido mais de 250 mil visitantes. 
COVILHÃ CRIA COMISSÃO PARA AS COMEMORAÇÕES DOS 50 ANOS DO 25 DE ABRIL
29-01-2024

COVILHÃ CRIA COMISSÃO PARA AS COMEMORAÇÕES DOS 50 ANOS DO 25 DE ABRIL

A Covilhã vai contar com uma Comissão para as Comemorações dos 50 anos do 25 de Abril, constituída por iniciativa da Câmara Municipal e que é composta por personalidades de diferentes áreas de atuação e com forte ligação à história e aos valores de Abril. Elisa Pinheiro, historiadora e antiga diretora do Museu dos Lanifícios da Universidade da Beira Interior, é a presidente da Comissão, que também conta com Luís Garra, ex-coordenador do Sindicato Têxtil da Beira Baixa, Casimiro Santos, professor de história, José António Pinho, empresário e antigo preso político, Pinheiro da Fonseca, antigo preso político, António Assunção, professor aposentado e investigador, Francisco Geraldes, desenhador, Alberto Alçada Rosa, antigo vice-presidente da Autarquia e José Ayres de Sá, antigo vereador. Integram também a Comissão o Presidente do Município, Vítor Pereira, o Vice-Presidente, José Armando Serra dos Reis, e os Vereadores a tempo inteiro, Regina Gouveia e José Miguel Oliveira, bem como o Presidente da Assembleia Municipal, João Casteleiro. Em representação de entidades estão Anabela Dinis (UBI), Isabel Fael (Conselho Municipal da Educação), Diogo Domingos (Conselho Municipal da Juventude) e Pedro Leitão (Juntas de Freguesia). A Comissão vai agora construir o programa das comemorações, que se prolonga ao longo de um ano, não só para assinalar e celebrar esta que é uma das datas mais importantes da história recente de Portugal, bem como para a dar a conhecer aos mais jovens. “Esta foi uma data que nos trouxe liberdade e democracia, valores impossíveis de quantificar e que têm sempre de ser protegidos”, lembra o Presidente da Câmara Municipal, Vítor Pereira, destacando ainda a importância de contribuir para “levar a voz do 25 de Abril a todos”.