Município da Covilhã
Tlf:. 275 330 600 (Chamada para a rede fixa nacional)
Notícias
EXPLOSÃO DE COR E ALEGRIA NAS MARCHAS POPULARES CIDADE DA COVILHÃ
18-06-2024

EXPLOSÃO DE COR E ALEGRIA NAS MARCHAS POPULARES CIDADE DA COVILHÃ

Milhares de pessoas assistiram no sábado, dia 15, à primeira noite das Marchas Populares Cidade da Covilhã, que encheram a Praça do Município de muita cor, música e alegria. Depois desta noite repleta de emoções, as marchas prometem repetir o sucesso já no próximo sábado, dia 22, no Complexo Desportivo. Será mais uma oportunidade para ver ou rever um dos eventos mais acarinhados do concelho e que conta com o dinamismo e empenho de várias coletividades e juntas de freguesia. Uma festa popular que é motivo de grande orgulho e que voltou a ultrapassar todas as expectativas, como frisou o Presidente da Câmara da Covilhã, Vítor Pereira, no final deste grande espetáculo. “Foi uma noite fantástica. A iluminação, a moldura humana, a música, o talento e a alegria contagiaram-nos a todos”, apontou. Com o maior número de participantes de sempre, a edição de 2024 engloba 11 marchas e duas participações especiais, que abriram o desfile e foram asseguradas pelo ATL da Escola do Rodrigo, com o tema “A Nossa Escola”, e pelo Centro de Ativ’Idades da Covilhã, com o tema “A Nossa Universidade”. Às marchas convidadas, seguiu-se a marcha da Freguesia do Tortosendo, com o tema “Tortosendo 50 anos de Abril”. O Grupo de Instrução e Recreio do Rodrigo foi a segunda marcha a chegar à Praça do Município, apresentando-se com o tema “O GIR e a Lã a Desfilar pela Covilhã”. “Águias do Canhoso em Festa” foi o tema interpretado pelos marchantes do Grupo Desportivo Águias do Canhoso. Seguiu-se a marcha do Grupo Recreativo Vitória de Santo António, com o tema “Os Mercados da Covilhã”. Os marchantes da União de Freguesias de Cantar Galo e Vila do Carvalho apresentaram-se com o tema “As Lavadeiras”. O Grupo Educação e Recreio Campos Melo desfilou com o tema “GER Campos Melo: Fizemos e Somos História”. “A Magia da Música, uma Viagem pela Melodia da Vida” foi o tema apresentado pela marcha do Grupo Desportivo da Mata. O Moto Clube da Covilhã Lobos da Neve apresentou-se com o tema “Há Parabéns e Mexerico! Ai ai ai, diz a Bela ao Xico!”. “Covilhã é Folia, Oriental é Alegria!”, foi a aposta temática do CCD Oriental de São Martinho. A União de Freguesias de Teixoso e Sarzedo desfilou com “Ode às Mulheres da Nossa Terra”. A fechar o desfile, o CCD Leões da Floresta com o tema “Amor sem Igual”. A festa repete-se este sábado, no Complexo Desportivo, a partir das 21:00. A organização é da Câmara Municipal da Covilhã e do Grupo Desportivo da Mata.  
SÁBADO É DIA DE MARCHAS NA COVILHà
13-06-2024

SÁBADO É DIA DE MARCHAS NA COVILHà

É já no próximo sábado (dia 15 de junho) que as Marchas Populares Cidade da Covilhã voltam a sair à rua para a primeira de duas noites repletas de música, luz, cor, brilho e muita alegria. A edição deste ano será a maior desde 2016, altura em que a iniciativa foi retomada, e conta com onze marchas participantes e duas convidadas. No dia 15, a partir das 20:30, as marchas vão desfilar no percurso entre o Campo das Festas, a Avenida Frei Heitor Pinto e a Praça do Município, que todos os anos se enche de uma verdadeira multidão pronta a viver a tradição. Para o dia 22 está agendada uma apresentação no Complexo Desportivo, que tem início às 21:00 e que constitui mais uma oportunidade para ver ou rever cada uma das marchas participantes e aplaudir o trabalho de todos os envolvidos nesta grande festa.  Uma lista que integra costureiras, coreógrafos, cenógrafos, figurinistas, aguadeiros, marchantes e ainda as bandas filarmónicas.  A abrir o desfile vão estar as participações especiais do ATL do Rodrigo e do Centro de Ativ’Idades, seguindo-se as marchas Junta de Freguesia do Tortosendo, GIR do Rodrigo, Grupo Desportivo Águias do Canhoso, Grupo Recreativo Vitória de Santo António, União de Freguesias Cantar Galo e Vila do Carvalho, GER Campos Melo, Grupo Desportivo da Mata, Moto Clube Lobos da Neve, CCD Oriental de São Martinho, União de Freguesias Teixoso e Sarzedo e CCD Leões da Floresta.  A organização é da Câmara Municipal da Covilhã e do Grupo Desportivo da Mata.  
COVILHÃ ACOLHE FINAIS DAS TAÇAS NACIONAIS DE FUTSAL
12-06-2024

COVILHÃ ACOLHE FINAIS DAS TAÇAS NACIONAIS DE FUTSAL

A Câmara Municipal da Covilhã vai apoiar a realização das fases finais da Taças Nacionais de Futsal, que vão ter lugar na cidade nos próximos dois fins de semana (dias 14 a 16 e de 21 a 23 de junho). Organizada pela Federação Portuguesa de Futebol, em colaboração com a Associação de Futebol de Castelo Branco, a competição envolve 16 equipas e vai decorrer nos Pavilhões Desportivos N.º 1 e 2 da Universidade da Beira Interior, estando dividida em duas fases: play-off e finais. Trata-se de uma competição que vai chamar muita gente ao concelho, entre atletas, treinadores, e staff, bem como adeptos e apoiantes das equipas, tal como foi sublinhado, esta terça-feira, na celebração do protocolo entre o Município da Covilhã e a Associação de Futebol de Castelo Branco. Assinado pelos Presidentes das duas entidades, Vítor Pereira e Manuel Candeias, respetivamente, o documento prevê um apoio financeiro por parte da Autarquia no valor de 10 mil euros. Um investimento que se enquadra na política de promoção da prática desportiva que tem vindo a ser desenvolvida pela Câmara da Covilhã, como frisou Vítor Pereira.  “A Covilhã está aqui na rota do desporto nacional”, disse, lembrando que o evento também contribuirá para dinamizar a economia, ao mesmo tempo que dá a conhecer o território a todos os envolvidos. Salientado o apoio da Câmara da Covilhã para a concretização desta competição, Manuel Candeias também realçou o facto de a competição ser realizada no distrito de Castelo Branco, contribuindo assim para promover a modalidade. A prova engloba quatro escalões e quatro equipas por escalão, sendo que no play-off de apuramento para as finais vão estar presentes os escalões de Sub-15 e Sub-17 masculino, com os jogos a disputar-se nos dias 14 e 16 de junho. As finais terão lugar de 21 a 23 de junho e contemplam os escalões de Sub-15, Sub-17 e Sub-19 masculino, para além do escalão sénior feminino.  
MIRADOURO DO ALTO DOS LIVROS NA SERRA DA ESTRELA INAUGURADO DIA 15 DE JUNHO
11-06-2024

MIRADOURO DO ALTO DOS LIVROS NA SERRA DA ESTRELA INAUGURADO DIA 15 DE JUNHO

A Câmara Municipal da Covilhã vai inaugurar no dia 15 de junho o Miradouro do Alto dos Livros, na Serra da Estrela, após uma intervenção e requalificação daquele local que, no mesmo dia, vai ser palco de um desfile comemorativo dos 50 anos da empresa de confeções Benoli. Alvo de uma beneficiação e valorização que implicou um investimento superior a 115 mil euros, esta intervenção tem como base um projeto amplamente naturalizado, que tira partido da paisagem e das vistas deslumbrantes que o local proporciona sobre a Serra da Estrela e vales circundantes. Concebido pelo arquiteto paisagista Luís Alçada Baptista, este projeto é desenvolvido a partir de uma formação geológica constituída por lâminas xistosas, que cria a ilusão visual de um conjunto de livros sobrepostos, a partir do qual surgiu o nome “Alto dos Livros”. Um anfiteatro único que no dia 15 de junho também vai servir de palco para o desfile de moda que visa comemorar os 50 anos da empresa Benoli. O evento será numa área convenientemente preparada para receber os convidados. Os modelos apresentados vão contar a história da marca e toda a sua evolução. Peças que transcendem a moda e que vão ser apresentadas com iluminação pronta a realçar os detalhes e com uma seleção musical que deve contribuir para criar uma atmosfera envolvente. Será mais um momento especial, num local que já é um lugar de memórias, em especial para as pessoas de Cortes do Meio que ali passavam a caminho das fábricas da Covilhã, pelo que a intervenção teve em consideração a fragilidade do geomonumento e a carga simbólica associada. Com a valorização deste espaço, o Município da Covilhã pretendeu devolver à natureza a plataforma de embasamento do geomonumento, outrora parcialmente aterrado. Coberta de gravilha, essa plataforma promove a humidade do ar e do solo, contribuindo ainda para a fixação das espécies autóctones. Para facilitar a leitura da natureza envolvente, o Miradouro encontra-se equipado com três suportes informativos: um relativo à geologia do local, outro à flora e o terceiro à interpretação da paisagem. No cimo do Miradouro do Alto dos Livros, em dias sem nebulosidade, é possível avistar Belmonte, a Serra da Malcata, Idanha-a-Nova, a Serra do Açor, entre outros. Será mais um dos ativos da rede de miradouros que a Câmara da Covilhã criou na Serra da Estrela e que já conta com quatro locais de visitação e contemplação. Além do Miradouro do Alto dos Livros, esta rede inclui o Miradouro da Varanda dos Carqueijais, o Miradouro dos Piornos e o Miradouro do Covão, sendo ainda complementada com vários percursos pedestres de diferentes níveis de dificuldade. Enquadrada no Plano de Conservação Proteção e Desenvolvimento do Património Natural e Cultural da Serra da Estrela, a criação desta rede traduziu-se num investimento global de cerca de 750 mil euros, dos quais cerca de 290 mil foram comparticipados no âmbito do CENTRO2020.  
COVILHÃ RECEBE CONFERÊNCIA SOBRE AÇÃO CLIMÁTICA
06-06-2024

COVILHÃ RECEBE CONFERÊNCIA SOBRE AÇÃO CLIMÁTICA

A Covilhã recebe no próximo dia 12 de junho a conferência final do projeto biénio para a ação climática, promovida pelos Geoparks portugueses, em parceria com a Comissão Nacional da UNESCO e o Turismo de Portugal.  Organizada pelo Estrela Geopark Mundial da UNESCO com o apoio do Município da Covilhã, esta conferência vai decorrer no Auditório Municipal da Covilhã. Com um painel que reúne responsáveis, técnicos e especialistas, tem como objetivo procurar novas abordagens, estratégias e ferramentas de adaptação e mitigação dos territórios às alterações climáticas, de modo a tornar os Geoparks mais resilientes e adaptados a esta realidade. A abertura está marcada para as 9:30, com o Presidente da Câmara da Covilhã, Vítor Pereira, o Presidente do Estrela Geopark, Flávio Massano, e Susana Grácio, Turismo de Portugal.  “Alterações Climáticas: Desafios Futuros” é o tema que vai estar em análise com Pedro Matos Soares (Universidade de Lisboa) e António Abreu (Diretor da Divisão das Ciências Ecológicas e da Terra da UNESCO), a partir das 09:45. Para as 11:00 está marcada uma mesa redonda sobre “Alterações Climáticas e Redes Unesco”, que será moderada por Helena Freitas (Professora da Universidade de Coimbra e Coordenadora Científica do Estrela Geopark) e que conta com a participação e Paulo Oliveira (ICNF), André Espínola (Secretaria Regional do Ambiente e Ação Climática dos Açores, RAAC- Açores) e Daniela Rocha (Associação Geoparque Arouca). A partir das 14:00, com moderação de Emanuel de Castro (Coordenador Executivo do Estrela Geopark), vão ser apresentados exemplos de boas práticas, designadamente “Património e Progresso: Explorando o Impacto dos CORE Labs no RESILIAGE”, “Controlo de invasoras e recuperação de habitats no Arouca Geoparque Mundial da UNESCO”, “EDA Renováveis”, “Agir 360”, “Observatório das Alterações Climáticas na Serra da Estrela”, “SIMEC”, “aspirante Geoparque Algarvensis: dois exemplos de boas práticas no âmbito do ODS 13” e “Ação Climática: Boas práticas no território do aspirante Geoparque Litoral de Viana do Castelo”. A apresentação das conclusões e a Declaração dos Geoparks para a ação Climática 2025 – 2030 está agendada para as 15:30. A sessão de encerramento é às 15:45, com o Embaixador José Filipe Moraes Cabral, Presidente da Comissão Nacional da UNESCO.  
JOVENS E IDOSOS JUNTAM-SE PARA CRIAR TRAJES DA MARCHA POPULAR DO CENTRO DE ATIV’IDADES
05-06-2024

JOVENS E IDOSOS JUNTAM-SE PARA CRIAR TRAJES DA MARCHA POPULAR DO CENTRO DE ATIV’IDADES

Alunos do curso de Design de Moda da Universidade da Beira Interior (UBI) e utentes do Centro de Ativ’Idades (CAI) têm estado a desenvolver em conjunto os trajes com que os participantes deste Centro se vão apresentar nas Marchas Populares da Covilhã. A iniciativa está a ser desenvolvida em parceria com o Modatex - Centro de Formação Profissional da Indústria Têxtil, Vestuário, Confeção e Lanifícios, com a UBI, e com a Câmara da Covilhã e tem como base uma interação intergeracional, que tem vindo a ser desenvolvida pelo CAI com o objetivo de estimular as relações interpessoais e a socialização dos envolvidos. Desta vez, foi a participação do CAI nas Marchas Populares que levou jovens e menos jovens a juntarem-se neste projeto, que também se afirma como uma homenagem à Universidade da Beira Interior e toda a comunidade académica que marca indelevelmente a Cidade e os Covilhanenses, dado o tema escolhido pelo grupo foi “A Nossa Universidade”. Os figurinos dos fatos foram criados pelos alunos de Design de Moda e vão representar cada uma das cinco faculdades da UBI (Faculdade de Ciências, Faculdade de Engenharia, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Faculdade de Artes e Letras, Faculdade de Ciências da Saúde). Já o trabalho de confeção começou em maio e está a ser desenvolvido num âmbito de uma formação do Modatex que, além da aprendizagem, também proporciona uma troca de experiências muito enriquecedora. O resultado final será conhecido no dia 15 de junho, quando a marcha do CAI sair à rua com o seu habitual entusiasmo e alegria. Vai desfilar ao som de uma composição original da DESERTUNA a e vai ter como padrinhos representantes da AAUBI. Lembrar ainda que, ao longo de quase uma década de funcionamento do CAI, muitos alunos e alunas da UBI têm participado de uma forma ímpar, em regime de voluntariado, nas diversas atividades regulares e cíclicas, nomeadamente alunos de vários cursos que colaboram altruisticamente nas aulas de informática, línguas diversas, sessões informativas e de esclarecimento ao nível da literacia da saúde, psicologia, bem como nas áreas de desporto, cinema, design, entre outras. Refira-se ainda a participação das vozes do CAI em semanas académicas e receções ao caloiro e a participação de alunos de diversos núcleos de estudantes em iniciativas promovidas pelo CAI.